Orienta-te Redes Sociais

Aplicação vai estar disponível para Android e iPad Fernando Veludo/N Factos

Vídeo de apresentação da equipa moveOporto

Fernando Veludo/N Factos

MoveOporto ainda só está disponível para iPhone

App

moveOporto: Conhecer a cidade a partir do telemóvel

Cerca de 16 mil pessoas já experimentaram a aplicação

Texto de Amanda Ribeiro • 08/05/2011 - 17:50

Distribuir

Imprimir

//

A A

Algumas horas antes de o FC Porto marcar cinco golos ao Villarreal, em Abril, no Estádio do Dragão, Sérgio Oliveira apanhou o metro para Vila Nova de Gaia.

 

Uns lugares à frente, um grupo de espanhóis recorria ao iPhone para descobrir onde acabar a noite. Mal sabiam eles que, a poucos metros, o criador da moveOporto, a aplicação que utilizavam, os observava atentamente.

 

"Claro que fiquei todo orgulhoso", confessa Sérgio, programador de 26 anos. Poucos dias depois, a app alcançava o primeiro lugar na categoria de Travel da App Store Portugal, terminando a semana de lançamento como a aplicação portuguesa com mais downloads. 

 

Até agora, cerca de 16 mil pessoas já utilizaram a moveOporto, uma aplicação, para já apenas disponível para iPhone e iPod Touch, que pretende dar a conhecer o lado alternativo do Porto. Neste guia móvel não há espaço para a Casa da Música ou o Café Majestic, locais já badalados do circuito turístico da cidade.

 

Tudo começou em Berlim 

O objectivo é divulgar todos os sítios que não estão à vista desarmada, numa altura em que o turismo na cidade tem vindo a aumentar. "Trabalho na Baixa e quase todos os dias dou indicações a turistas", realça Sérgio, o web developer cujo maior passatempo é programar.

 


Tudo começou numa viagem a Berlim em Agosto de 2010. Sérgio bem que se socorreu dos mais variados guias, mas depressa os abandonou. É certo que andou metade da viagem colado ao ecrã do seu iPhone, mas só assim conseguiu conhecer todas as galerias de arte urbana e lojas alternativas que não aparecem nos roteiros convencionais.

 

Actualizado a 22 de Setembro de 2011.

 

Lê o artigo completo no PÚBLICO.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Audio

Laura quer que as pessoas entrem no atelier dos artistas "com um clique"

Fotografia

Siria tem oito anos e cresce em dois países, a Itália e a Polónia, entre a cidade e o campo, entre a tecnologia e a natureza. A sua mãe, a fotógrafa Kicia...

Estes gémeos são iguais, mas...

Fotografia // Hermon e Heroda são gémeas idênticas e, inexplicavelmente, perderam a audição...