Hair Nah!

EUA

Parem de tocar no cabelo das mulheres negras, pede este jogo

"Hair Nah!" é um jogo interactivo sobre “uma mulher negra que está farta que lhe toquem no cabelo”. O objectivo é ajudá-la a manter bem longe as mãos indesejadas

Texto de P3 • 16/11/2017 - 17:34

Distribuir

Imprimir

//

A A

Aeva adora viajar, mas está com dificuldades em chegar ao aeroporto porque estão constantemente a invadir-lhe o espaço pessoal ao tentar tocar no seu cabelo, sem autorização. E é aí que tu entras. O trabalho do jogador é ajudar Aeva, a mulher negra que é a personagem principal, a apanhar um voo a horas, ao mesmo tempo que protege o cabelo de mãos indesejadas que lhe tentam a todo o custo tocar. Depois de um minuto a afastares as pessoas, surge uma mensagem no ecrã: “O jogo acabou, mas esta experiência não. Este é um problema que as mulheres negras enfrentam diariamente.”

 

O Hair Nah! foi criado por Momo Pixel, de Portland, nos Estados Unidos da América, que conta ao On She Goes — um blogue que “ajuda mulheres de cor a viajarem com mais confiança” — que a situação, embora exagerada nesta realidade virtual, é recorrente no seu dia-a-dia. “Irrita-me porque é difícil seres tu mesma quando toda a gente reivindica uma peça”, diz. “A quem eu quero mesmo chegar é àquelas mulheres e àqueles homens que podem não prestar atenção às suas acções, ou que podem não as ver como ofensivas", conta. "Espero que eles se revejam neste jogo e fiquem 'ó meu Deus'. E que depois, a partir daí, parem de o fazer."

 

No jogo, Aeva afasta as mãos da cara com um olhar vazio. “Há inúmeros vídeos, hella memes, a Solange fez uma música, agora há um jogo. Por isso, se as pessoas não perceberem que não o devem fazer, é porque não querem.”

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que