Orienta-te Redes Sociais

Gleb Garanich/Reuters

Ligação

Internet

Uniplaces, uma forma fácil de encontrar casa perto da universidade

A plataforma foi criada para ajudar estudantes, sobretudo estrangeiros, a encontrar casa em Portugal. O projecto, desenvolvido por três jovens, já tem mais de quatro mil anúncios

Texto de Ana R. Almeida/JPN • 09/03/2012 - 17:17

Distribuir

Imprimir

//

A A

Agora os alunos estrangeiros podem encontrar mais facilmente alojamento em Portugal. Miguel Santo Amaro, um dos fundadores da Uniplaces.com, explica que esta plataforma de alojamento universitário fornece "um serviço simples e de qualidade a todos os estudantes e docentes do ensino superior no que respeita à procura de imóveis".

 

O jovem português conheceu os actuais sócios, Mariano Kostelec e Ben Grech, enquanto estudava em Londres. No final do Verão de 2011, os três decidiram mudar-se para Portugal, explica Miguel, porque, "enquanto empreendedores", encontraram na "famosa crise" um "bom pretexto para tentar pensar diferente".

 

Já em solo português, os três amigos depararam-se com a dificuldade de arrendar casas a preços baixos. Foi com surpresa que receberam a informação de que "a melhor forma de encontrar anúncios e boas casas para alugar era nos postes e troncos das árvores das faculdades".

 

O jovem soube que as associações de estudantes tinham uma enorme dificuldade em actualizar e gerir as informações acerca dos alojamentos, pelo que surgiu a ideia de criar uma empresa que lhes retirasse "essa carga enorme de trabalho", centralizando "toda a informação relativa ao arrendamento universitário numa plataforma virtual".

 

A Uniplaces conta com mais de vinte protocolos com instituições de ensino superior. Miguel Santo Amaro disse ao JPN que muito recentemente estabeleceram "parcerias com mais associações de estudantes e académicas", incluindo com a Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (AEFCUP). Também no Reino Unido se finalizam as primeiras parcerias. A Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (AEICBAS) da UP juntou-se à Uniplaces no início de Fevereiro.

 

Uma das responsáveis pelo departamento de apoio ao estudante da AEICBAS, Eliana Tavares, diz que decidiram assinar o protocolo porque era "difícil gerir a parte de classificados". A responsável afirma que, inicialmente, os estudantes ficavam reticentes mas, quando lhes era explicado que "não tinham que pagar nada", começaram a aderir. Eliana Tavares acredita que o número de anúncios vai aumentar e, assim, "tornar a plataforma mais universal, única, de modo a facilitar a procura".

 

O projeto vai chegar ao Chile

A funcionar há cerca de quatro meses, o projecto está a revelar-se um verdadeiro sucesso. Embora tenha nascido como um projecto "de garagem", já venceu o concurso StartUp Pirates, no Porto, e, mais recentemente, o StartUp Weekend Lisboa e o StartUp Chile, para onde vão expandir o negócio a partir de Abril.

 

Com vista à expansão internacional, alargar a plataforma por toda a América Latina é uma possibilidade que os fundadores da Uniplaces ambicionam explorar enquanto operarem em território chileno. Por isso, Miguel Santo Amaro garante que Portugal "foi uma escolha fantástica" e apresenta "um solo próspero para empreendedores lançarem novos negócios ambiciosos e globais".

 

Em comunicado, a equipa da Uniplaces mostra-se optimista com o futuro do país, pois este "tem os ingredientes certos para o sucesso e os problemas que enfrenta são solucionáveis". "Além disso, o movimento de "start-ups" será uma parte cada vez mais importante no futuro da economia em Portugal", dizem.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Fotografia

Disciplina. Atenção. Aperfeiçoamento. Amor. Expressão. Até tocar nas estrelas. São todas estas "aspirações humanas" que o australiano Niv Novak encontra no...

Maria vive para os Animais de Rua

Perfil // Advogada, activista e presidente de uma associação de protecção de animais,...