Ghost in the Shell

Inovação

Sound Particles: Tecnologia portuguesa nas epopeias de Hollywood

Hollywood veio a Leiria levar tecnologia criada por Nuno Fonseca. Batman vs Superman, Ninja Turtles 2, Smurfs e Ghost in the Shell são alguns dos clientes

Texto de Pedro Esteves • 24/07/2017 - 14:21

Distribuir

Imprimir

//

A A

Batalhas pelo controlo de uma cidade fictícia, situações que opõem o super-herói do bem ao habitual vilão, epopeias em terra ou no espaço. São algumas das histórias que chegam às salas de cinema. São, também, algumas das histórias em que pode estar presente a tecnologia de Nuno Fonseca.

 

Era um sonho antigo. Há uma década Nuno Fonseca, criador da empresa Sound Particles, teve a ideia de aplicar técnicas 3D, tradicionalmente aplicadas à imagem, ao som. "No fundo, baseia-se em aplicar técnicas de computação gráfica ao som, já que não existia algo semelhante. Hoje o editor ainda adiciona som a som manualmente".

 

Assim, em vez "de se ir buscar o som de uma explosão e depois um grito", por exemplo, quando o objectivo é simular uma batalha, a tecnologia vencedora do segundo lugar do Prémio das Industrias Criativas, consegue simular tudo ao mesmo tempo, criando uma experiência mais imersiva para os espectadores.

 

Não é de espantar que a tecnologia de Nuno Fonseca seja procurada por aqueles que criam ambientes épicos no grande ecrã. O último foi o blockbuster Batman V Superman. Tudo começou quando, desde Leiria, enviou um email para alguns estúdios de Hollywood. Passado pouco tempo, já descolava de Portugal para a apresentar.

 

Estúdios de cinema e videojogos

"Desde 2014 que sou convidado para dar conferências nos maiores estúdios de Hollywood", revela. Da Warner Brothers à Fox, são cada vez mais os que requisitam a ideia. Inicialmente, os alvos do produto são os profissionais do som. Mais tarde o objectivo passa por pôr na mira os estúdios de cinema e videojogos.

 

Mas não é de admirar que a Sound Particles seja cada vez mais requisitada. Afinal, segundo o criador "não existe nada semelhante", nem no mercado português, nem no estrangeiro. A empresa vem juntando ao progressivo aumento de popularidade, o reconhecimento por parte da crítica. Para além do segundo lugar no Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock/Serralves – que atribuiu este ano pela primeira vez um prémio monetário, tendo a Sound Particles arrecadado 7 mil euros —, a empresa leiriense leva para casa a distinção Born from Knowledge, da Agência Nacional de Inovação, bem como o prémio na categoria "Os melhores do Portugal Tecnológico", na área de software, atribuído pela Exame Informática.

 

A tecnologia de Nuno está presente em séries, mas é no cinema que é protagonista. Batman vs Superman, Ninja Turtles 2, Smurfs: a aldeia perdida, Ghost in the Shell (na foto), são apenas alguns filmes em que é possível ouvir o produto da empresa leiriense.

 

Até há pouco tempo, Nuno que guiava o barco, sozinho. Agora tem ajuda. Desde Janeiro, podemos encontra-lo na Incubadora D.Dinis, em Leiria, onde já conta com colaboradores e continua a trabalhar na tecnologia direcionada a grandes produções de Hollywood, onde "há milhares de coisas a acontecer ao mesmo tempo." 

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que