Crowdfunding

Este copo menstrual é gerido por uma aplicação

O Looncup é “o primeiro copo menstrual inteligente do mundo” e é controlado através do “smartphone”. Projecto de uma equipa de designers de São Francisco tem uma campanha de "crowdfunding" no Kickstarter

Texto de Ana Maria Henriques • 06/10/2015 - 16:17

Distribuir

Imprimir

//

A A

“Não é segredo: a menstruação não é divertida.” Assim começa o texto de apresentação do Looncup, o “primeiro copo menstrual inteligente do mundo”. Aparentemente semelhante a outros copos menstruais vendidos no mercado — e que em Portugal já há muito se encontram à venda em farmácias —, tem uma diferença: pode ser emparelhado com um “gadget” e uma aplicação monitoriza a menstruação.

 

A ideia é de uma equipa de designers de São Francisco, nos Estados Unidos, que quer “fazer a diferença na vida das mulheres”. “Queremos mudar a forma como as mulheres pensam sobre o período”, dizem as três mulheres e os cinco homens que decidiram desenvolver este produto. O conhecimento sobre o próprio corpo assume aqui um papel importante.

 

O Looncup monitoriza, em tempo real, o volume do fluxo menstrual (e avisa quando está na hora de ser despejado e limpo), as variações de cor do fluxo e o próprio ciclo menstrual. “É como um diário pessoal que tira notas automaticamente”, lê-se na descrição do produto. À medida que o copo vai ficando cheio, a aplicação notifica a utilizadora e pode, assim, prevenir o aparecimento de manchas.

 

De acordo com a Loon Lab Inc. — a empresa responsável pelo desenvolvimento do produto —, este copo menstrual é hipoalergénico, reutilizável (como a maioria dos copos) e pode ser usado consecutivamente até 12 horas. Uma antena Bluetooth permite o emparelhamento com a aplicação para “smartphone” (iOS e Android) e AppleWatch e, por ficar fora do corpo, não tem efeitos adversos para a saúde. A bateria tem o tamanho de uma lente de contacto, com uma autonomia de mais de seis meses. Feito de silicone, um sensor testado e seguro é o que “presta atenção ao teu corpo”.

 

Na plataforma Kickstarter, o Looncup está à procura de financiamento colectivo. Até 30 de Outubro, a empresa pretende angariar 50 mil dólares (cerca de 45 mil euros), valor que está cada vez mais próximo. A partir de 35 dólares (31 euros) pode adquirir-se um Looncup, cuja previsão de expedição é Janeiro de 2016.

 

Os copos menstruais são uma das alternativas sustentáveis aos tradicionais pensos higiénicos ou tampões descartáveis e foram recentemente tema de conversa durante a campanha eleitoral. Antes das eleições legislativas de 4 de Outubro, o PAN — que elegeu o seu primeiro deputado à Assembleia da República — propôs a substituição do uso de pensos higiénicos e tampões por um recipiente reutilizável, como é o caso do copo menstrual, em nome da defesa do ambiente. De acordo com o livro “Flow: The Cultural Story of Menstruation”, citado pelo site norte-americano Mashable, uma mulher descarta entre 113 e 136 quilogramas de pensos, tampões e aplicadores durante a vida.

 

Artigo corrigido às 11h30 de 7 de Outubro de 2015

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que