Orienta-te Redes Sociais
App, desenvolvida a partir de tese de doutoramento, é gratuita para iPhone e And

App, desenvolvida a partir de tese de doutoramento, é gratuita para iPhone e Android Adriano Miranda

Imagem da app no iPhone DR

.

Vê como funciona a aplicação

Adriano Miranda

José Simões começou a desenvolver a app como projecto de doutoramento

App

Um mundo de descontos na palma da mão

Mobitto é uma app para quem quer fazer o que gosta de forma mais barata. Para já está disponível no mundo universitário, em Lisboa e em Aveiro, mas quer alargar as ofertas a todos

Texto de Mariana Correia Pinto • 07/11/2011 - 22:50

Distribuir

Imprimir

//

A A

Um dia as pessoas vão querer pagar para receber publicidade. A convicção de José Simões anda de mãos dadas com a tese de doutoramento que defendeu em Outubro, em Berlim, e que originou uma aplicação para telemóvel, a Mobitto.

 

Há um lado por desvendar na forma como as pessoas querem receber e como os comerciantes querem vender publicidade. "Quase ninguém gosta de receber publicidade”, admite José Simões, mas isso pode mudar: “Um dia, [a publicidade] vai ser tão direccionada e vai tão ao encontro às expectativas das pessoas que passará a ser desejada".

 

É também isso que a Mobitto pretende. Para já, é uma "aplicação de 'life and style'" – para que as pessoas façam o que gostam de forma mais barata. Para já, é dirigida a estudantes universitários, do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE) e da Universidade de Aveiro, com quem a Mobitto já fechou contrato. Mas um dia vai ser mais.

 

Gratuito e rápido

Quem o garante é o criador da ideia, desenvolvida pelo co-autor, Diogo Teles. O que a Mobitto quer é abrir portas para um mundo mais barato. Por agora dentro da vida universitária – festas, "happy hours", "merchandising" -, depois para todos: operadores de telecomunicações e empresas de entretenimento são potenciais clientes.

 

O processo é simples: descarregar a app (gratuita e disponível para iPhone e Android), fazer "check-in" e verificar que descontos estão disponíveis perto do local onde se encontra. Depois, é feita a reserva via telefone e, ao chegar ao lugar do desconto, é só deixar o telemóvel fazer a leitura e aproveitar o desconto.

 

Objectivo: Europa

A médio prazo, o objectivo é direccionar cada vez mais as ofertas: “Queremos que as pessoas recebam apenas aquilo que querem”, explica José Simões. E mais: querem que os anunciantes possam ser mais autónomos a utilizar o serviço. 

 

O mercado em que a Mobitto se insere é uma espécie de comércio electrónico no telemóvel, mas mais dirigido. Isto porque, diz José Simões, “a forma como a oferta é dirigida actualmente não é, na nossa opinião, a ideal”. 

 

Até ao final do ano, querem ter 30 mil utilizadores. E garantem que "Portugal é um projecto-piloto” e que a Europa também será deles um dia. Já há negociações com universidades do Reino Unido, onde, por ano, entram 700 mil estudantes. 

Eu acho que

Holy Cows ou telas que andam

Fotografia // "Quando vi pela primeira vez uma vaca sagrada decorada, em Tamil Nadu (na Índia...