Orienta-te Redes Sociais
Raquel Lacerda e João Antunes são autores do blogue "Les Bons Vivants"

Raquel Lacerda e João Antunes são autores do blogue "Les Bons Vivants"

Les Bons Vivants

Les Bons Vivants

Crónica

Jantar caseiro com os amigos: receitas para impressionar

O blogue "Les Bons Vivants" preparou uma sugestão para um jantar com um grupo de amigos lá em casa. Duas entradas, um prato e uma sobremesa. As bebidas são por conta dos convidados

Texto de Raquel Lacerda e João Antunes • 04/08/2012 - 17:01

Distribuir

Imprimir

//

A A

A vantagem de "jantar fora em casa" é imensa: sai mais barato, o ambiente é familiar e acolhedor, não há surpresas desagradáveis com a comida, e sempre se podem exibir os dotes culinários aos amigos!

 

A nossa sugestão é que trate de tudo, organizando um jantar para umas oito/dez pessoas, deixando aos convidados o encargo de trazer as bebidas. Assim, deixamos uma proposta com sugestões de duas entradas, um prato principal com dois acompanhamentos e uma sobremesa.

 

O facto de haver entradas ajuda a evitar a necessidade de preparar muita quantidade de comida para o prato principal e é um estimulante para o convívio, que se torna mais agradável se as entradas forem saboreadas de pé, à volta da mesa.

 

Entradas:

 

- Morcela com laranja

Nada mais simples do que preparar esta entrada, bastante saborosa e equilibrada, uma vez que a acidez da laranja corta o sabor forte da morcela. Começa-se por cortar a morcela em rodelas para depois a fritar num fino fio de azeite. Corta- se a laranja (de preferência doce) e junta-se à morcela. Servir com palitos, para ser mais fácil e comer com pão ou sem nada.

 

- Pão de cabeça alentejano recheado de queijo e linguiça

Das entradas esta é a que exige mais trabalho, não deixando contudo de ser uma receita muito simples. Tem de arranjar um pão de cabeça alentejano, cortar-lhe a cabeça e retirar o miolo (ambas as partes devem ser guardadas). Num recipiente à parte mistura queijo mozzarella e emmental ralado (há pacotes já com esta mistura), uma cebola pequena muito bem picada e uma embalagem de linguiça picante, à qual vai retirar a pele e também picar (o ideal é picar tudo numa trituradora). Acrescente tomate cortado em cubos pequenos e um frasco grande de maionese.

 

Tudo misturado deve dar uma pasta com a qual vai rechear o pão oco, tapando-o com a tampa (cabeça) que lhe retirou.

 

Leve ao forno, previamente aquecido, e deixe até o queijo derreter. Pode servir com tostinhas ou com o miolo que retirou do pão. Esta entrada pode ser preparada com antecedência, conservando o recheio no frigorífico, e colocando-o no pão antes de levar ao forno.

 

Prato principal:

 

- Lombinho de porco com arroz de cogumelos e/ou tomate gratinado

O lombinho de porco, que é diferente do lombo, é uma parte da carne mais tenra e macia e, também, tal como o nome indica, mais pequena. Assim, aconselha-se a comprar três lombinhos.

 

Unta-se uma travessa de ir ao forno (que deve ser previamente aquecido) com azeite e colocam-se os lombinhos já barrados com mostarda («à antiga») e temperam-se com sal grosso, mistura de pimentas, pimentão doce (muito pouco) e uma pitada de alecrim seco.

 

Por cima dos lombinhos colocar vários dentes de alho esmagados e uns raminhos de tomilho fresco. Deitar um fio de azeite por cima e levar ao forno até cozinhar.

 

Noutra travessa de ir ao forno prepare o tomate gratinado. Para tal basta cortar o tomate em fatias e espalhar pela travessa, temperando-o depois com sal, óregãos e mistura de pimentas, cobrindo-o com queijo mozzarella ralado ou aos pedaços. Terminar com um fio de azeite e pão ralado (pode usar tostinhas desfeitas) por cima. Levar ao forno até o queijo derreter.

 

Para o arroz de cogumelos faz-se um refogado de cebola, alho e cogumelos (de preferência de mais do que uma variedade), ao qual se junta o arroz e a água previamente aquecida (para casa dose de arroz, duas de água). Deixa-se cozinhar em lume brando.

 

Sobremesa:

 

- Crumble de pêra

Para a sobremesa basta descascar e cortar cerca de sete ou oito peras, colocá-las num recipiente para ir ao forno e cobri-las com a massa do crumble.

 

Para a massa é necessário: 168 gramas de farinha de trigo, 182 gramas de açúcar braco em pó (ou açúcar normal triturado), 210 gramas de manteiga amolecida (mas não quente) e 7 bolachas de aveia (digestivas).

 

Mistura-se a farinha, açúcar e as bolachas digestivas trituradas, junta-se uma pitada de canela e, com a manteiga amolecida acrescentada aos poucos, vai-se mexendo a massa com as mãos até obter um granulado.

 

Levar ao forno até a massa estar dourada e servir com gelado de nata ou baunilha.

 

Se reparar, todas as receitas (excepto a morcela e o arroz) podem ser preparadas com antecedência, de forma a poder usufruir da companhia dos seus convidados. O facto de serem, maioritariamente, receitas de forno, evita que tenha de estar constantemente na cozinha.

Eu acho que

Não sentem atracção sexual e são...

LGBT // Há quem não sinta atracção sexual. Não, não estão doentes, não têm traumas nem...