A beleza de uma rara disfunção genética

autoria P3

// data 18/06/2017 - 15:25

// 35198 leituras

Esta é a história de Melanie Gaydos e da sua luta para vencer no mundo da moda. Melanie tem 28 anos e foi há cerca de quatro que se tornou modelo, depois de anos a combater a sua própria aparência. A jovem norte-americana sofre de uma rara condição: chama-se displasia ectodérmica e é, resumidamente, uma mutação genética que aconteceu quando Melanie estava ainda no útero da sua mãe. Durante as duas primeiras semanas de gravidez todas as células do embrião humano são iguais. Depois, dividem-se em células especializadas (cerca de 400) que, gradualmente, dão origem a diferentes partes do nosso corpo. Geralmente, esse conjunto de células divide-se em três “camadas”. No caso de Melanie, foi a camada exterior que não se desenvolveu como suposto. Mas, até nisso, a modelo é única. A anomalia genética de que sofre e que lhe dá a aparência peculiar e inconfundivél resultou da alteração do gene TP63 – esta é a primeira vez que detectam disfunções neste gene e, por isso, a modelo é a primeira pessoa conhecida a sofrer desta condição. O que, no entanto, não a impediu de concretizar o sonho de “seguir uma carreira artística”. Apesar do estigma e da complicada infância, Melanie decidiu que ela não é a doença que carrega. O resultado está nas fotografias, que nos lembram: a beleza está em todos e em tudo.

Eu acho que