Moda

A Slumdog regressa às ruas

Babilónia é o nome da colecção e é um centro comercial na Amadora onde nasceu a Slumdog

Texto de Ana Rita Carvalho • 14/05/2017 - 14:23

Distribuir

Imprimir

//

A A

Sob o lema “Stay funky, stay fresh” (Mantém-te autêntico, mantém-te fresco) Slumdog é uma marca independente, 100% portuguesa, criada em 2012, por Pedro Rodrigues, na altura recém licenciado em Som e Imagem pela Escola Superior de Artes e Design (ESAD), nas Caldas da Rainha, tal como o P3 escreveu. Influenciada pelas culturas do “grafitti”, musical e do “skate”, a SlumDog Lisbon lança agora uma nova colecção.

 

“O Babilónia é um centro comercial na Amadora [onde nasceu a Slumdog] e um marco da cidade” e foi esta a inspiração que deu nome à nova colecção de Pedro. “Uma das características principais do Babilónia foi sempre acolher todo o tipo de culturas e etnias sem qualquer restrição” e é também esta a mensagem que as novas peças da Slumdog pretendem transmitir. “A t-shirt principal da colecção tem um print de uma fotografia original da fachada do centro comercial” – a ligação à “cultura streetwear” é visível, quase palpável.

 

A Babilónia foi produzida, quase na totalidade, em Portugal, o que não se revela “o suficiente para criar uma marca, um produto ou conceito, (...) mas, sempre que houver possibilidade, a mão de obra portuguesa será escolhida”, explica Pedro.

 

A colecção encontra-se à venda no site da Slumdog Lisbon, mas também é possível ter acesso às peças nas páginas de Facebook e Instagram da marca. “Temos também algumas peças nas melhores lojas do segmento, como a Skywalker, a Son of a Gun e, recentemente, a Temple Store”, sublinha o criador.

 

Para a colecção Outono/Inverno “já existem algumas peças” e a Slumdog está a investir em “colaborações com artistas portugueses”. Quais artistas? Ainda é segredo. O objectivo? “Manter a exclusividade e não banalizar a marca.”

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que