Não há ordem de cessar-fogo nesta barbearia palestiniana

autoria P3

// data 09/02/2017 - 16:43

// 2724 leituras

"As pessoas ficam doidas com isto; há muita gente curiosa que quer experimentar e que não tem medo", disse à Reuters o dono deste salão de barbearia especial, em Rafah, na Faixa de Gaza. No seu estabelecimento, Owdan, de 37 anos, recorre ao fogo como método de alisamento capilar. Não é o único no mundo, mas é o único na região, o que lhe garante uma farta e corajosa clientela. Nas cabeças aplica uma solução cuja composição não pode divulgar, mas que serve para proteger o cabelo; de seguida aponta o maçarico e, voilá, faz-se fogo. "Controlo a quantidade de tempo que o fogo é aplicado, mantenho-o aceso ou apagado em intervalos de dez a 15 segundos", explica à Reuters. "É completamente seguro e nunca aconteceu nenhum acidente desde que comecei, há dois meses." Um corte com alisamento "ardente" custa à volta de cinco euros. "Porque os barbeiros da Faixa de Gaza são tão profissionais quanto os outros, do resto do mundo."

Eu acho que