Orienta-te Redes Sociais
Rui Barbosa Batista

Rui Barbosa Batista é jornalista e viaja em Born Freee

Mrs. O Around the World

DR

Crónica

Viver a viajar, interessa-te?

Ana Silva O’Reilly é "travel blogger" e regista as suas aventuras no site Mrs. O Around the World, o seu alter-ego online

Texto de Rui Barbosa Batista • 28/08/2013 - 10:25

Distribuir

Imprimir

//

A A

É portuguesa, reside em Londres e passa a vida no ar. A viajar, entenda-se. Ana Silva conquistou o “O’Reilly” pelo casamento inglês, em cuja língua se expressa.

 

“Sou consultora de marketing estratégico e social media. E travel blogger, que é a parte mais visivel do meu trabalho”, especifica a lisboeta de 34 anos.

 

O site Mrs. O Around the World contém boa parte do trabalho de Ana Silva, licenciada em Gestão de Empresas e MBA em Business Administration no Reino Unido e com o Social Media Strategy Certificate na Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

 

“Durante os últimos 13 anos, desenvolvi uma carreira de sucesso em marketing, trabalhando para várias empresas multinacionais, tendo exercido funções em Portugal, Espanha e Turquia. Após a conclusão do meu MBA, em 2011, decidi apostar no conceito de "portfolio career", que me permite desenvolver várias actividades, com várias empresas, mas com duração longa”, explica.

 

Enquanto blogger, Ana Silva limita-se a partilhar as suas viagens, cuja génese é do mais diversificado: “Pode ser convite de hotel para fim-de-semana, uma companhia aérea querer que teste os novos assentos de classe executiva, uma cidade/país que quer que os explore e dê a conhecer ou até uma cadeia de hoteis que quer que eu escolha dez destinos por ano e seja ‘embaixadora’ da marca”.

 

“O que faço? Conto a minha história, sempre da perspectiva da Mrs. O, nome do meu alter-ego online. Se gosto, gosto. Caso contrário, digo-o. Com o tempo, criei uma relação de confiança com os meus leitores. Como regra, não vou a nenhum lado que não pagasse para ir. E não tenho qualquer experiência que financeiramente não possa suportar”, vinca, destacando a importância de ser directa e frontal, a melhor forma de ter credibilidade.

 

E quem tiver a paixão pelas viagens? Que conselhos aos que gostariam de seguir idêntico exemplo de vida? “Ninguém acorda um dia e diz ‘vou começar um blog de viagens e nunca mais vou pagar viagens na minha vida’. A entrada no mercado deve ser consequência de algo real. Um blog tem que contar uma história, seja ela qual for, de uma paixão, interesse ou tópico. Tem que ser real, palpável”, explica.

 

A portuguesa recorda ainda que os interessados em trabalhar com uma “marca” devem idealizar um “projecto”, mas que, antes disso, é necessário ter já “leitores constantes, novos e repetentes”.

 

Ana silva tem “mais de 20 mil leitores únicos mensais, que consomem quase 50 mil páginas” e esse sucesso não passa indiferente às marcas.

 

E para quem quer entrar neste mundo, fica o conselho de apresentação de “uma proposta de valor, um entendimento mútuo das vantagens e beneficios” do projecto que é proposto.

 

A viajante portuguesa já tem projectos contratados para 2015 (“é bom para a Ana, e bom para a Mrs. O, embora haja uma grande diferença”) e revela especial interesse por um novo site, quase online.

 

“Está ligado a viagens e lifestyle. Temos o conceito definido (somos quatro), investidores alinhados e clientes super interessados. Já fizemos a nossa primeira viagem (México) e a recepção foi extraordinária. "Só a nível de Twitter, tivemos mais de dois milhões de impressões/visualizações, o que é fantástico”.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Audio

Laura quer que as pessoas entrem no atelier dos artistas "com um clique"

Animais

Em 2016, a Ruchi, o Sanjay e a Daisy mudaram-se de Singapura para Portugal. Foi quando precisaram de viajar pela primeira vez sem a Daisy que se aperceberam da...

Entre casais também há violações

Vídeo // A realizadora Chloé Fontaine chamou à curta metragem Je suis ordinaire — o que...