Orienta-te Redes Sociais
Rafael Marchante / Reuters

Rafael Marchante / Reuters

A percentagem

46%
do total de viagens realizadas durante 2012 teve como motivação a visita a familiares ou amigos.

INE

Agora, quando viajamos é para ver a família e os amigos

Dados do INE revelam uma mudança face aos anos anteriores, em que o lazer, recreio ou férias constituía a principal motivação para viajar

Texto de Lusa • 02/05/2013 - 15:52

Distribuir

Imprimir

//

A A

As viagens dos turistas portugueses aumentaram 12,4% no último trimestre do 2012, em termos homólogos, com “aumentos significativos” das visitas a familiares e amigos e alojamento gratuito e à queda das deslocações por lazer, segundo o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

 

Os dados que o INE divulgou esta terça-feira, no relatório sobre a procura turística dos residentes, revelam que, no quarto trimestre do ano passado, os portugueses efectuaram quatro milhões de viagens turísticas, ou seja, mais 12,4% do que em igual período de 2011.

 

A subida ficou a dever-se “aos aumentos significativos” das viagens de visitas a familiares e amigos, que cresceram 22,5%, e de profissionais e de negócios, que subiram 21,1%, em contraste com as deslocações de lazer, recreio ou férias que caíram 5,9% nos últimos três meses de 2012.

 

Face aos resultados de 2012 (provisórios), o motivo mais expressivo passou a ser a visita a familiares ou amigos, que reuniu 46% do total de viagens realizadas durante 2012 (42,7% em 2011), seguido pelo lazer, recreio ou férias, de 42,1% (45,6% em 2011) e pelas viagens profissionais ou de negócios que concentraram 7,2% do total de 2012 (6,5% em 2011).

 

“Estes resultados revelam uma assinalável alteração de estrutura na motivação dos residentes para viajar face aos anos anteriores, em que o lazer, recreio ou férias constituía a principal motivação para viajar, agora substituído pela maior importância dada a visitas a familiares ou amigos, a que não será alheia a actual conjuntura económica”, frisa o INE.

 

Viagens em Dezembro

De acordo com o instituto, 13,1% dos turistas portugueses, mais 0,8 pontos percentuais, fizeram pelo menos uma viagem turística em Dezembro de 2012, especialmente para celebrar os períodos festivos do Natal e Ano Novo. O mês de Dezembro concentrou 48,8% do total de deslocações turísticas realizadas.

 

Em Outubro, viajaram 7,1% dos residentes, enquanto em Novembro o valor baixou para apenas 6%. Relativamente aos turistas que visitaram familiares ou amigos, verificou-se um aumento de 67,2% em Dezembro. Pelo contrário, o lazer, o recreio ou as férias revelaram, no quatro trimestre, “o menor peso face aos anteriores trimestres”, tendo sido atingidos os valores mínimos do ano nos meses de Novembro (23,5%) e Dezembro (24,3%). Quanto à distribuição dos turistas por grupos de idade, observa-se “um peso ligeiramente crescente” entre 45 e 64 anos de idade, de 31,5%, e entre 25 e 44 anos de 31,3%.

 

Também as viagens para o estrangeiro diminuíram o seu peso de 9,1% para 8,1% do total no quarto trimestre do ano passado. Verifica-se ainda no mesmo período que a escolha do avião diminuiu para 7,3%, aumentando o automóvel para 81,3%. O conjunto dos outros meios de transporte (outros veículos particulares, rodoviário coletivo, ferroviário e marítimo) representou 11,3% do total, um aumento de 1,8 pontos percentuais face a 2011.

 

O INE destaca também que 78,7% do total de deslocações efectuadas no quarto trimestre de 2012 foram de curta duração, até três noites, tendo as dormidas totalizado 12,1 milhões, mais 3,4%, em termos homólogos.

 

O número médio de pernoitas por viagem situou-se em 2,99 (redução homóloga de 8,0%) e as dormidas em alojamento gratuito cresceram 7,8%. Para o total do ano 2012 (valores provisórios), o número global de dormidas associadas às viagens dos residentes fixou-se em 69,9 milhões, um aumento de 2,3% face a 2011, traduzindo-se numa redução de 9,1% na dormida média por viagem (de 4,50 em 2011 para 4,09 em 2012).

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Vídeo

Desde 2000, estima-se que dez mil crianças palestinianas tenham sido detidas pelo exército israelita. A cada 12 horas, uma será detida, interrogada, processada...

O que une e separa todos os irmãos do...

Fotografia // Quando falamos de irmãos, a palavra partilhar torna-se praticamente obrigatória...