Cem rostos, cem países: Mustafa fotografa o mundo num aeroporto

autoria P3

// data 07/06/2018 - 12:07

// 4747 leituras

Mustafa Cankaya observava milhares de rostos todos os dias. Gente de diferentes geografias, distintas feições, diversas histórias. Estava no seu local de trabalho — o aeroporto de Atatürk, em Istambul — e ao mesmo tempo numa espécie de paraíso para um apaixonado por fotografia (“é como um tesouro”). Foi então que o fotógrafo decidiu começar um projecto chamado 100 Faces 100 Countries — com um objectivo ambicioso, como o próprio nome indica: “Sei que vai ser difícil fotografar gente de 100 países diferentes mas não é impossível”, disse numa entrevista por e-mail ao P3. Para já, tem 74 pessoas de 52 países: EUA, Grécia, Nigéria, Alemanha, Quénia, Brasil, Áustria, Marrocos, Suécia, Síria, Eslovénia, Uganda, entre outros. Portugal está ainda em falta. O fotógrafo — que foca o seu trabalho sobretudo nas áreas da música ao vivo, palcos e retratos e que iniciou a sua carreira precisamente no aeroporto com um workshop sobre fotografia — faz duas imagens de cada pessoa. Um retrato e uma fotografia com contexto: gente a tomar café, a esperar pelo avião, a ouvir música, a ler um livro. Com 100 Faces, 100 Countries, Mustafa tem aumentado as suas amizades virtuais: “Ficamos em contacto via redes sociais e assim descobri que já tinha conhecido realizadores, fotógrafos, gente de bandas de música, modelos e até fisiculturistas que participam em concursos”. A viagem continua: e quem quiser pode embarcar na página do Instagram de Mustafa. 

Eu acho que