Turismo

Valença vai ter um corredor verde ao longo das veigas do rio Minho

Foi aprovada a candidatura para a criação de um percurso com 5,6 quilómetros ao longo das veigas do rio Minho. A obra vai ser lançada "em breve", anuncia a autarquia de Valença

Texto de Lusa • 24/08/2017 - 12:13

Distribuir

Imprimir

//

A A

A entidade gestora do Norte 2020 aprovou uma candidatura de 348 mil euros para a criação de um percurso com 5,6 quilómetros nas veigas do rio Minho, entre as freguesias de Ganfei e Verdoejo, anunciou a Câmara Municipal de Valença. Em comunicado, a autarquia do distrito de Viana do Castelo adiantou que "a obra vai ser lançada, em breve, criando um novo corredor verde junto ao rio Minho".

 

O trajecto será "complementar à ecopista e pretende aproximar esta via emblemática ao rio, na parte norte do concelho". O novo percurso vai ter início no cais, em Valença, e seguirá paralelo ao rio Minho até Verdoejo com ligação à ecopista existente", sendo que aquele trajecto "implicará a construção de uma ponte pedonal no ribeiro que separa as freguesias de Ganfei de Verdoejo". Segundo a autarquia, o novo percurso "criará um miradouro privilegiado para o centro histórico de Tui, na Galiza".

 

"Recantos únicos, de rara beleza e elevado valor paisagístico e natural ficarão acessíveis, com percursos ordenados e enquadrados com o ambiente natural", sublinhou o município, adiantando que aquele projecto "pretende dar mais um contributo para a aposta no turismo verde em Valença, uma maior consciencialização para os valores e recursos naturais do rio Minho".

 

Em Julho, a Câmara de Valença anunciou ter candidatado a ecopista do rio Minho ao prémio de melhor via verde da Europa, no VIII European Greenways Award. A candidatura é liderada por Valença, mas inclui os troços dos concelhos vizinhos de Monção, Vila Nova Cerveira e Caminha. O vencedor do galardão, promovido pela Associação Europeia Greenways (EGWA) e pela União Europeia, vai ser anunciado a 28 de Setembro na cidade irlandesa de Limerick. Este prémio bienal pretende "promover exemplos de melhores práticas e apoiar sua replicação em outras vias verdes em toda a Europa".

 

Em 2009, a ecopista já tinha sido reconhecida pela organização como a quarta melhor via verde da Europa, na categoria de turismo. A ecopista "proporciona passeios por vinhedos, campos de cultivo, contactos com o rio Minho, ribeiros e vistas sobre o património edificado. As pesqueiras, as praias fluviais e ínsuas, inseridas na Rede Natura 2000, complementam o percurso ecopista". No Centro de Interpretação da Ecopista, instalado na antiga Casa da Vigia, em Valença, os visitantes podem conhecer a fauna, a flora e as memórias da antiga linha do caminho-de-ferro.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que