Orienta-te Redes Sociais

Turismo

Já há um guia para as ciclovias, ecopistas e ecovias do Norte

Guia dá a conhecer 82 locais. Possibilidades de usufruir na região Norte de ciclovias, de ecovias inseridas em ambientes naturais ou de ecopistas recuperadas a partir de linhas de caminho-de-ferro desactivadas "são inúmeras e diversificadas"

Texto de Lusa • 15/10/2015 - 18:34

Distribuir

Imprimir

//

A A

A entidade de Turismo do Porto e Norte (ETPN) apresentou esta quinta-feira em Torre de Moncorvo um guia das ciclovias, ecopistas e ecovias do Norte de Portugal, que vai abranger 82 locais, espalhados por 49 municípios da região.

 

Segundo disse à Lusa o presidente da ETPN, Melchior Moreia, o objectivo deste guia passa por aumentar o fluxo turístico à região Norte e ao mesmo tempo ter uma oferta integrada que permita aumentar a permanência dos turistas em locais com este tipo equipamentos. "Este guia dá conhecer as 82 ecopistas, ciclovias e ecovias existentes na região, com uma extensão de mais de 520 quilómetros de extensão espalhados por 49 municípios, ajudando assim a promover outros produtos que são estratégicos como a gastronomia e os vinhos da região", enfatizou.

 

Nas cidades, vilas e aldeias do Norte as possibilidades de usufruir de vias próprias para utilizadores de bicicletas, de ecovias inseridas em ambientes naturais ou de ecopistas recuperadas a partir de linhas de caminho-de-ferro desactivadas "são inúmeras e diversificadas". "O guia vai estar em toda a rede de lojas da ETPN, no total de 68, e nas plataformas digitais deste organismo", explicou.

 

Sugestões citadinas e não só

Neste instrumento de consulta (em pdf) "que convida à descoberta", os visitantes podem encontrar sugestões citadinas, ideias para passeios à beira-mar e à beira-rio, vias cicláveis em parques "emoldurados de verde" com circuitos de manutenção, piscina, esplanadas, campos de ténis, parques infantis, mas também grandes percursos que ligam de bicicleta duas cidades ou várias vilas e aldeias.

 

Por seu lado, o presidente da câmara de Torre de Moncorvo, no distrito de Bragança, que tem uma das mais emblemáticas ecopistas da zona transmontana, avançou que a ecopista do Sabor é o resultado do aproveitamento do canal ferroviário da antiga linha férrea do Sabor. "Se não houvesse uma intervenção deste género, acredito que o espaço deixado pela linha de caminho-de-ferro hoje seria um amontoado de silvas e mato, mas de momento é um dos equipamentos mais procurados no concelho", acrescentou.

 

Actualmente a ecopista do Sabor tem uma extensão de cerca de 24 quilómetros e liga antiga estação de caminhos-de-ferro de Moncorvo à de Carviçais, no mesmo concelho. Para já, está em fase de projecto a ecopista do Douro Superior, que ligará o Pocinho a Duas Igrejas e que ocupará todo o canal da desactivada linha de caminho-de-ferro do Sabor. Esta será uma iniciativa da Associação de Municípios do Douro Superior, que engloba os concelhos de Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Côa, Freixo de Espada à Cinta, Mogadouro e Miranda do Douro.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Animais

Em 2016, a Ruchi, o Sanjay e a Daisy mudaram-se de Singapura para Portugal. Foi quando precisaram de viajar pela primeira vez sem a Daisy que se aperceberam da...

Entre casais também há violações

Vídeo // A realizadora Chloé Fontaine chamou à curta metragem Je suis ordinaire — o que...