Orienta-te Redes Sociais

Fotografar a própria mão ao longo de dois anos

autoria Moisés Patrício

// data 13/01/2015 - 13:26

// 8337 leituras

A mão direita que aparece em todas estas fotografias é de Moisés Patrício. É ele o fotógrafo, brasileiro de São Paulo, que se propôs a um desafio: partilhar aquilo que as suas mãos fazem e conseguem “ver”, diz ao P3 por e-mail. “Para mim, as mãos são ferramentas fundamentais da nossa evolução”, continua o artista. O objectivo do projecto é “produzir, a cada dia, uma imagem nova” — “composta, fotografada e divulgada no Instagram” — durante dois anos. “Muitas vezes tento, nem sempre com sucesso, colocar a palma da mão no centro da foto, naquele lugar onde aparece o pequeno coração quando damos o ‘like’ e penso que, dessa forma, por um instante, consigo uma ligação com outras pessoas longe de mim, que sentem e vêem o mundo de uma maneira similar à minha”, explica. Moisés chega a um lugar e é aquilo que o incomoda — que lhe dá uma “sensação de desmaio, alegria, tristeza, revolta ou manifestação política” — que acaba a ser o elemento activador da ideia.

Eu acho que