Orienta-te Redes Sociais
A sexualidade do Spongebob Squarepants já foi questionada várias vezes

A sexualidade do Spongebob Squarepants já foi questionada várias vezes DR

Simpsons são acusados de colocar em causa os valores de família<b>DR</b>

Simpsons são acusados de colocar em causa os valores de famíliaDR

Televisão

Spongebob Squarepants é gay e promove homossexualidade

Teletubbies, Simpsons, anime japonesa e filmes da Disney são outros cartoons considerados “uma verdadeira ameaça para as crianças” ucranianas

Texto de Tânia Monteiro • 28/08/2012 - 16:34

Distribuir

Imprimir

//

A A

Alguns desenhos animados não conseguiram animar os responsáveis por um estudo publicado num site católico conservador da Ucrânia. Segundo o relatório, o Spongebob Squarepants “é gay”, os Teletubbies estimulam o comportamento de um “falhado” e os Simpsons aliciam o uso de drogas e outros vícios.

 

As críticas já levaram a Comissão Nacional Especialista para a Protecção da Moral do Público da Ucrânia a ponderar se os cartoons devem ser retirados do ar.

 

Segundo o jornal ucraniano Ukraínskaya Pravda, o relatório disponibilizado no site católico conservador foi encontrado por vigilantes dos media que procuram ver cumpridas as leis morais do país. As conclusões do estudo assustaram os mesmos vigilantes.

 

De acordo com o relatório, o Spongebob Squarepants é gay e promove a homossexualidade a todos os jovens espectadores que vêem os episódios desta esponja com calças quadradas.

 

Esta não é a primeira vez que a sexualidade do Spongebob é questionada, até porque, desde a sua criação, em 1999, a personagem foi “adoptada” por comunidades de homossexuais. Mas apesar dos rumores, em 2002 Stephen Hillenburg, o autor da figura, garantiu que esta era assexuada.

 

O Tinky Winky é outra personagem desde sempre habituada a ver a sua sexualidade comentada. No estudo divulgado há, por exemplo, uma referência à mala usada pelo Teletubbie roxo. Mas nenhuma das quatro personagens amigáveis escapa ao olhar crítico, considerando-se, no relatório, que os Teletubbies “pretendem, deliberadamente, criar retardados mentais, que passam o dia todo em frente da televisão com as suas bocas abertas a engolir todos os tipos de informação”. Tal comportamento estimula os jovens espectadores a ter a “psicologia de um falhado”, ao mesmo tempo que encoraja a homossexualidade.

 

Também a Disney já foi várias vezes alvo de duras críticas, devido a supostas mensagens subliminares satânicas ou sexuais presentes nos seus filmes e dificilmente a companhia norte-americana não estaria, agora, nesta lista negra vinda da Ucrânia. Os filmes como “O Rei Leão” e “O Livro da Selva” são chamados de “paradas gay” e transformam as crianças em pervertidos e criminosos.

 

Já o Shrek, com todo o seu charme de ogre, promove o sadismo e coloca em risco os valores de família, conclui o relatório. Quem também destrói os princípios de uma família serão as séries Family Guy, Simpsons, Futurama e Pókemon, promovendo, ainda, “o uso de drogas e outros vícios”.

 

As armas também foram apontadas às animes japonesas, que deverão ser “um claro exemplo de propaganda sexista”.

 

Ucrânia já foi acusada de violação de direitos humanos

Por isto, o estudo avisa que todos estes desenhos animados são “uma verdadeira ameaça para as crianças”, e cita Irina Medvédeva, psicóloga, quando esta alerta que, depois de assistirem a estes cartoons, as crianças entre 3 e 5 anos, “fazem caretas e piadas em frente de adultos desconhecidos, riem-se alto e repetem frases sem sentido e de forma descarada”.

 

Baseada neste relatório que tira a animação a qualquer desenho animado, a Comissão Nacional Especialista para a Protecção da Moral do Público da Ucrânia está a planear propor o cancelamento destes programas a nível nacional.

 

A Ucrânia tem sido criticada por outros países pela violação de direitos humanos, como a liberdade de expressão dos homossexuais. Há poucos meses, alguns políticos ucranianos queriam a aprovação de uma lei que silenciasse gays, lésbicas, bissexuais, transsexuais e os seus apoiantes, proibindo qualquer promoção da homossexualidade, como paradas gay.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Fotografia

"A geração retratada na minha série fotográfica ["Come Hell or High Water"] é a dos jovens que atingiram a idade adulta no momento da viragem de século, os...

Entre casais também há violações

Vídeo // A realizadora Chloé Fontaine chamou à curta metragem Je suis ordinaire — o que...