TV

“Amnésia”, uma série da RTP para seguir no Instagram

É a primeira série exclusivamente digital da RTP. "Thriller" policial "Amnésia" estreia-se a 30 de Outubro na RTP Play, no YouTube e no Instagram

Texto de Lusa • 25/10/2017 - 13:58

Distribuir

Imprimir

//

A A

A RTP estreia na próxima segunda-feira, 30 de Outubro, Amnésia, a primeira série exclusivamente digital que é também o primeiro projecto da RTP Lab. 

 

Ficcional e interactiva, a série centra-se na história de uma personagem que acorda amnésica devido a um evento traumático, não se lembrando de nada do que lhe aconteceu no último ano. Uma narrativa que, explica Nuno Bernardo, da produtora beActive Entertainment, se relaciona de alguma forma com o Instagram Stories, em que conteúdos publicados no Instagram desaparecem ao fim de 24 horas. Uma funcionalidade que vai ser explorada para a exibição da série.

 

"Para nós tem muito a ver com essa lógica da amnésia, de que pequenas partes da nossa memória poderem aparecer e desaparecer. Então esta história vai ser contada usando essa funcionalidade, onde fomos recriando o último ano desta personagem, aquilo que ela não se lembra, com estes pequenos fragmentos que ela vai recordando e vão aparecendo no Instagram Stories'", explica Nuno Bernardo.

 

Amnésia é um thriller policial que conta a história de Joana Almeida (Ana Vilela da Costa), uma jovem blogger de sucesso, que na manhã da publicação do seu primeiro romance enquanto autora acorda com o seu namorado, Carlos (Nuno Janeiro), morto ao seu lado. Os 12 episódios da série vão acompanhar a luta da protagonista para provar a sua inocência, o que vai ser difícil porque sofre de amnésia traumática e não se lembra do que aconteceu no último ano. Para tal apenas pode contar com os inspectores Ângela (Alda Gomes) e Leonel (Marco Costa) e uma misteriosa conta de Instagram que diariamente vai publicando fotos, vídeos e gravações que permitem reconstituir o passado da relação entre os dois.

 

Este projecto nasceu de um desafio que a RTP lançou no ano passado, no sentido de desenvolver conteúdos para a RTP Lab, um espaço que pretende ser inovador e convidar produtoras nacionais a desenvolver novos formatos que não o típico formato de televisão, quer a nível de linguagem, de montagem ou de duração da série, com o objectivo de experimentar novas linguagens e novas formas de contar histórias nas plataformas digitais. Um dos desafios, segundo Nuno Bernardo, foi o formato do Instagram, que normalmente é ao alto, ao contrário do formato ao baixo da televisão ou cinema. "Isto obriga-nos a, por um lado, enquadrar e contar a história de maneira diferente, e, por outro lado, ter atenção à montagem, ao ritmo, ao enquadramento, como uma forma de usar uma linguagem que é comum na comunicação de jovens e adultos hoje em dia, como forma de contar uma história ficcional", contou.

 

Escrita por Nuno Bernardo e Patrícia Brásia, a série é realizada também por Nuno Bernardo. O responsável adiantou que o orçamento para esta produção foi "muito baixo", embora não tenha adiantado valores, tendo sido quase exclusivamente para pagar aos actores. Esta série foi escolhida pela The WIT para o painel Fresh TV Around the World onde são apresentados os melhores programas de ficção produzidos no último ano. Este é o painel mais concorrido do MIPCOM, que decorreu em Cannes, entre 16 e 19 de Outubro, e que junta no Grande Auditório mais de 2000 participantes, entre representantes de canais internacionais, produtores e distribuidores de televisão. Amnésia estreia-se no dia 30 de Outubro, na RTP Play, no YouTube e no Instagram.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que