Ensino superior

Gulbenkian tem bolsas para os melhores alunos universitários

Estudantes que se tenham candidatado pela primeira vez ao ensino superior com média superior a 18 valores podem conseguir uma Bolsa Gulbenkian Mais. Até 23 de Outubro

Texto de P3 created; ?> •


Para “gerar maior igualdade de oportunidades”, a Fundação Calouste Gulbenkian lançou um programa de bolsas destinado a estudantes universitários que tenham ingressado pela primeira vez no ensino superior. E com uma média de entrada superior a 18 valores.

 

As Bolsas Gulbenkian Mais querem, assim, apoiar os jovens portugueses com melhores notas e menos recursos e com vontade de prosseguir os estudos universitários. Para o ano lectivo em causa, cada bolsa corresponde “ao valor da propina efectivamente suportada pelo estudante, até ao limite da propina máxima fixada para o primeiro ciclo de estudos do ensino superior público”. A este valor, lê-se no site de apresentação, pode acrescer ainda “um complemento para aquisição de material bibliográfico e escolar” e “um complemento de transporte”.

 

Este apoio tem a duração de um ano lectivo — o primeiro ano da faculdade — e pode ser renovado anualmente até ao mestrado. Para que a renovação aconteça, contudo, o bolseiro terá de obter “um bom desempenho académico”.

 

Além das propinas, as bolsas incluem um programa de desenvolvimento pessoal e profissional, através de formação certificada em inteligência emocional e liderança. “Camaradagem, não competição, entreajuda e partilha” são os valores do programa, que funciona como complemento da formação académica. Debates e encontros com “líderes do presente” estarão ainda agendados.

 

As candidaturas online estão abertas até 23 de Outubro e o regulamento pode ser consultado aqui.