Futebol

As mulheres holandesas vão ter uma leoa nos equipamentos

O emblema do equipamento das jogadoras da selecção holandesa de futebol passou a ser uma leoa laranja, como símbolo de força e ligação ao desporto

Texto de Ana Catarina Peixoto created; ?> •


O Campeonato Europeu de Futebol Feminino arranca a 16 de Julho na Holanda e traz consigo uma novidade: o emblema da equipa da casa foi transformado numa leoa ruiva, para representar a equipa nacional feminina.

 

A ideia nasceu da agência publicitária W+K Amsterdam, que decidiu transformar o leão presente no logótipo da Royal Dutch Football Association (KNVB), órgão responsável pelo futebol na Holanda, numa leoa cor-de-laranja. A forma é semelhante, mas a juba e a cauda despenteada do leão foram substituídas por formas mais elegantes.

 

A inspiração surgiu do apelido da selecção feminina de futebol – "Oranje Leeuwinnen", em português "Leoas laranjas" e tem como objectivo encorajar as mulheres holandesas e do mundo inteiro a ligarem-se ao futebol.

 

"Nos últimos 46 anos, as jogadoras têm sido chamadas de leoas, por isso foi um ajuste natural que fizemos para lhes dar um emblema que nasceu do que elas são e da forma como jogam", explicou Craig Williams, director criativo da agência, ao site Dezeen.

 

O objectivo passou por tornar o emblema mais adequado a quem o está a usar, mas sem nunca esquecer a sua essência: "Ao redesenhar o logótipo, apenas removemos alguns elementos que o tornaram mais elegante, mas ao mesmo tempo continua a ser reconhecido como um emblema da KNVB e continua a ser inequivocamente holandês", acrescentou.

 

Mas, o que significa a leoa? "É um símbolo de poder, de força, de elegância e de agilidade" e um tributo à forma como as atletas jogam, além de celebrar a história da equipa e o seu futuro promissor.

 

O emblema vai ser estreado no primeiro jogo do campeonato europeu, mas a ideia é que não fique por aqui e continue a estar presente na camisola em cada partido. Para Hannah Smit, directora artística, esta é uma ideia que transcende os limites de uma simples campanha ou actualização da imagem: É uma "afirmação muito forte que vai ajudar a acelerar o impulso crescente à volta do futebol feminino", explicou.

 

Fundada em 1992, a agência de Wieden+Kennedy Amsterdam tem vindo a criar campanhas para marcas como a Nike, o Instagram, o Faceebok e a cerveja Corona. O projecto para a selecção holandesa demorou seis meses a estar completo.