PET

Atila e Argi são galgos e terapeutas

Chamam-se Atila e Argi, são galgos e terapeutas. Na instituição psiquiátrica Benito Menni, que se situa nos Pirinéus espanhóis, os cães desempenham um papel fundamental no combate à depressão e isolamento. "Calma", "companheirismo" e "afecto" são palavras usadas pelos pacientes para descrever a relação que estabelecem, que é baseada na confiança e no cuidado continuado. "Os pacientes tomam conta dos cães 24 horas por dia", disse Uxua Lazkanotegi, a enfermeira chefe do centro. O contacto com os amigos de quatro patas é benéfico para pacientes com défice intelectual, doença mental, espectros de autismo e demência e ajudam a promover a interação social (mesmo entre doentes e a comunidade local), a autonomia, e a higiene pessoal dos pacientes. Os cães adaptam-se às suas necessidades e limitações, permanecendo quietos com doentes com dificuldades de mobilidade e fazendo amplo uso do espaço físico na interacção com doentes sem problemas de mobilidade. As imagens são de Susana Vera para a agência Reuters.

Texto de P3 created; ?> •