Expedição

Ivo e Guilherme vão percorrer o Japão de bicicleta

Planearam "a viagem de uma vida" e estão de partida para o Japão, onde esperam ficar durante 29 dias e percorrer quatro ilhas, sempre de bicicleta. Ivo Timóteo e Guilherme Soares partem esta sexta-feira, 15 de Agosto

Texto de Ana Maria Henriques created; ?> •


Quando Ivo Timóteo e Guilherme Soares chegarem a Tóquio, no Japão, neste sábado, 16 de Agosto, vão ter pela frente uma longa viagem de bicicleta. Os dois amigos de infância vão percorrer as quatro principais ilhas daquele país durante 30 dias, num projecto que assumiu o carácter de expedição sob o nome Japan 3K.

 

Os portuenses de 25 anos estabeleceram dois cabos como limites Norte e Sul da viagem: o Soya e o Sata, respectivamente. Os cabos estão separados por mais de três mil quilómetros, que Ivo e Guilherme esperam conseguir fazer dentro do período estabelecido, numa média de 120 quilómetros por dia, sempre a pedalar, naquela que será a primeira vez que ambos viajarão juntos de bicicleta. “Acho que a velocidade da bicicleta é a ideal para se estar próximo das pessoas, ao mesmo tempo que ainda permite fazer muitos quilómetros por dia”, refere Ivo.

 

Guilherme — mestre em Engenharia Informática pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, tal como Ivo, e actualmente a trabalhar numa empresa do Porto — conta ao P3 que uma viagem grande, do género, já está nos planos dos dois há algum tempo. Há cerca de um ano começaram a pensar no assunto e desde Janeiro de 2014 que se dedicaram mais seriamente ao planeamento da mesma. “É a viagem de uma vida, a oportunidade não se volta a repetir”, diz o jovem que, à semelhança do amigo, praticou artes marciais.

 

Ivo, a frequentar o doutoramento em Ciências de Computadores na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, decidiu candidatar-te ao estatuto de expedição da instituição — e conseguiu. Os dois jovens vão poder, assim, “usar o nome e o selo da Universidade de Cambridge em qualquer sítio”, explica Ivo, que aponta ainda a questão da existência de planos de emergência e de um relatório de avaliação de risco como outras das vantagens do estatuto.

 

Esta sexta-feira, 15 de Agosto, Ivo e Guilherme vão encontrar-se em Frankfurt, a partir de onde viajam para o Japão, juntamente com as duas bicicletas, a tenda que vão transportar todos os dias e outros materiais, como câmaras fotográfica e de vídeo.

 

O plano que traçaram para o mês que vão passar no Japão permite alguma aventura. Sabem que têm de fazer um certo número de quilómetros num período específico de dias para, por exemplo, apanharem um “ferryboat” mas, como salienta Ivo, “há etapas e etapas”. “Queremos conviver o máximo possível com a cultura japonesa. Ambos somos relativamente apaixonados por esta cultura e interessam-nos não só as cidades imperiais ou os templos mais conhecidos”, explica Ivo. “Ficar numa casa com um agricultor num sítio remoto, onde ninguém fala inglês, também é um dos meus objectivos.”

 

O Japan 3K tem um blogue e uma página de Facebook, que ambos contam poder actualizar durante toda a viagem. As fotografias e os vídeos que conseguirem recolher podem vir ainda a integrar “uma espécie de pequeno documentário”. Uma vez que o projecto tem o selo da Sociedade de Expedições de Cambridge, Ivo e Guilherme lançaram ainda uma campanha de angariação de fundos para a Oxfam, a partir do site do mesmo, cujo fim está marcado para 16 de Setembro.