Orienta-te Redes Sociais

Quando o cinema explorou Marte

autoria Pedro Almeida

// data 07/08/2012 - 19:45

// 9739 leituras

Marte é o nosso planeta vizinho, o mais próximo do planeta Terra — pelo menos no que ao cinema diz respeito. Era “a mais extraordinária missão” em 1953 (“Abbott and Costello Go To Mars”) e “o maior feito da história da exploração humana” em 2000 (“Red Planet”). Percorremos “71 milhões de astro milhas” (“Robinson Crusoe on Mars”, de 1964) ou “300 milhões de milhas” (“Invaders From Mars”, de 1953). Encontrámos água (“Mission to Mars”), uma colónia de férias e ar (“Total Recall”) e até mulheres famintas de homens (“Abbott and Costello Go To Mars”). Lutámos com os marcianos (“War of the Worlds”, de 1953) — que já tiveram mil e uma formas — e cantámos para eles (“Mars Attacks!”). Caminhámos em Marte a preto e branco e com a paisagem em tons Technicolor. A realidade está cada vez mais próxima da ficção.

Eu acho que