Orienta-te Redes Sociais

epSos.de/Flickr

Ylog/Flickr

Design

Projecto online revela o "universo de estórias" das cadeiras

O "Stories of Chairs" é um espaço online que apela à partilha de "estórias" e à criatividade. Apostar na "reinvenção" do conceito de cadeira e convida a uma participação activa de todos

Texto de Maria Eduarda Moreira/JPN • 12/04/2012 - 21:47

Distribuir

Imprimir

//

A A

Lançado em Outubro de 2011, o "Stories of Chairs" é um projecto multimédia que se integra no Pólo de Design de Mobiliário da Câmara Municipal de Paredes. Com marca registada na Rota dos Móveis, o objectivo é a criação de uma espécie de arquivo, onde toda a comunidade pode participar com o envio de "estórias", com imagens, textos, vídeos, desenhos ou fotografias de cadeiras.

 

A iniciativa é liderada por Heitor Alvelos, director do curso de doutoramento de design e membro da comissão científica de mestrado em design da imagem da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP), e por Jorge Pereira, designer de comunicação e director executivo. O "Stories of Chairs" conta já com o envolvimento de diversas instituições como o Instituto de Design, Media e Cultura, a Universidade do Porto ou a Universidade de Aveiro.

 

"Todos temos a nossa estória para contar sobre cadeiras", afirma Jorge Pereira. O projecto, que quer contar com a participação das pessoas, unindo-as "pela criatividade", quer não só legitimizar a indústria do mobiliário, como também dar a conhecer a importância do design. Para além deste papel de divulgação, o "Stories of Chairs" funciona como uma iniciativa de cidadania e de "participação cívica, a partir daquilo que é uma indústria local", e utilizando, para tal, meios digitais.

 

Por isso mesmo, o projecto quer, ainda, juntar a "história e a tradição do município e a criatividade e inovação", assim como promover a "reinvenção de um território, não apenas geográfico, mas sobretudo simbólico", como pode ler-se no site.

 

O "universo de estórias" das cadeiras

O site, maioritariamente em inglês, divide-se em "três grandes vertentes", de forma a criar algo que "não seja apenas um catálogo" mas, igualmente, um espaço onde as pessoas "possam rever a sua criatividade". Desta forma, o desejo de "criar o maior arquivo online de cadeiras" levou a que o site acolha uma vertente "explicativa", a "Why Chairs", uma de participação, a "Send Chairs", onde os participantes têm a oportunidade de enviar as suas "estórias" e a "parte central do projecto": o arquivo "See Chairs".

 

Neste espaço, foram adicionadas "estórias" e um conjunto de ficheiros audiovisuais que "estavam perdidos numa gaveta" sobre "uma profissão tradicional do concelho de Paredes associado" à "indústria do mobiliário".

 

Uma outra iniciativa incluída no espaço online que se dedica a cadeiras é o "Chés". O nome surgiu pela associação da forma como a palavra inglesa "Chairs" é pronunciada pelas crianças mais pequenas. O "Chés" incluiu a participação de 350 crianças do ensino pré-escolar de Paredes. O desafio era uma resposta às perguntas "qual é a tua cadeira?", "o que tem de especial?" e "como gostarias que fosse?", em forma de desenho.

 

A ideia já tem "alguma visibilidade internacional" e, graças à Internet, tem estabelecido uma "ligação mais directa" com outros países, diz Jorge Pereira. "Todas as culturas usam a cadeira. De uma forma ou outra, é um universo de 'estórias'", afirma.

 

Promoção de participações activas

Rita Sá foi uma das participantes no projecto. Com bacharelato e licenciatura em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, tornou-se "master of fine arts" em Computer Art pela School of Visual Arts, em 2009.

 

Depois de conhecer, no Futureplaces, o "Stories of Chairs", decidiu participar com um vídeo. A partir do conceito "The Chairman", Rita Sá decidiu apostar na ideia que partiu "da própria palavra que, em Portugal, não tem uma tradução literal". Por isso mesmo, o vídeo acabou por resultar numa brincadeira com este conceito que, em inglês, se relaciona com o título de presidente ou administrativo, representando um homem sentado numa cadeira que aparenta fazer parte de si.

Eu acho que

Estes vinis são a cara de Mr. Mute

Fotografia // Esta fotogaleria mostra 35 dos 70 discos que Mr. Mute partilhou no Fusing —...