Lisboa

Bright Pixel, o novo estúdio de "start-ups" do Chiado

O novo espaço, localizado no Chiado, é dirigido por um dos fundadores do Sapo

Texto de Público • 21/04/2016 - 13:44

Distribuir

Imprimir

//

A A

O co-fundador do Sapo Celso Martinho, que deixou a empresa da PT há cerca de meio ano, inaugurou nesta quarta-feira, 20 de Abril, a Bright Pixel, um estúdio de "start-ups" com investimento da Sonae IM (um braço de investimento da Sonae, proprietária do PÚBLICO).

 

O objectivo é criar projectos, testá-los e escolher aqueles que se possam transformar em empresas autónomas. A ideia “é passar de provas de conceito para produtos, que possam ser 'start-ups' no mercado”, explicou Celso Martinho, na apresentação da empresa, na zona do Chiado, em Lisboa.

 

A Bright Pixel ficará com uma participação minoritária no capital das empresas que tiver ajudado a criar e vai, também, procurar "start-ups" em fase inicial que já existam e que possam ser incubadas. A primeira será a Eat Tasty, uma aplicação que permitirá aos utilizadores encomendarem comida caseira confeccionada por uma rede de cozinheiros locais.

 

Alguns dos projectos serão desenvolvidos em parceria com outras empresas do grupo Sonae. Um dos que já está em curso chama-se Oxpecker e é um produto de cibersegurança. Outro, chamado Graph.ly, é uma ferramenta para jornalistas (em cujo desenvolvimento o PÚBLICO é parceiro).

 

Celso Martinho anunciou ainda um sucessor do Codebits, um evento de grandes dimensões para entusiastas de tecnologia, que o Sapo organizou durante anos e que teve a última edição em 2014. O novo evento, chamado Pixels Camp, está agendado para Outubro, na Lx Factory, em Lisboa.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que