Os “conflitos internos” de um rapaz normal

autoria Ana Maria Henriques

// data 21/05/2017 - 13:33

// leituras

Fernando Cobelo é um rapaz normal — ou um Ordinary Young Man. É este o nome do projecto de ilustração que mantém há dois anos e que partilha com quase 84 mil seguidores no Instagram, para “descrever aqueles sentimentos fáceis de sentir mas difíceis de explicar”. Em traços simples, a preto e branco, o jovem venezuelano desenha repetidamente duas personagens — um homem e uma mulher. Tudo começou, conta ao P3 por e-mail, quando estava a atravessar “uma fase difícil”: “Precisava de me expressar de uma forma o mais espontânea e genuína e, por isso, peguei num lápis e num pedaço de papel e deixei fluir”. As ilustrações que cria e partilha online são inspiradas em “conflitos internos”. Há histórias de “fraquezas humanas, forças e aquele equilíbrio delicado entre sentirmo-nos bem e sentirmo-nos mal”. Se as personagens parecem triste, o mais provável é que Fernando — actualmente a viver em Itália, onde trabalho no Instituto Europeu de Design — também se sentisse triste no momento em que as desenhou. Nos últimos dois anos, as ilustrações passaram do caderno para a Internet e desta para impressões, t-shirts e sacos de pano. Agora é a vez de ocuparem as páginas de um livro. Mil maneras de perderte y solo una de encontrarte conta a história, escrita por Vicky Grande e ilustrada por Fernando, de um “jovem normal que se perde na vida e, com a intenção de se encontrar, decide viajar por diferentes cidades, cada uma representando um sentimento específico”. Editado pela Penguin Random House, o livro foi lançado no início de Maio e está à venda online por cerca de 16 euros.

Eu acho que