Fórum

Esta semana, Gaia é “todo um Mundo”

Fórum internacional, que decorre entre quinta-feira e domingo, apresenta mais de 50 horas de programação, entre conferências, concertos e intervenções artísticas

Texto de Lusa • 13/06/2017 - 11:29

Distribuir

Imprimir

//

A A

O concelho de Vila Nova de Gaia "estreia" quinta-feira o "Gaia todo um mundo", um fórum internacional que decorre até domingo e junta, ao longo de mais de 50 horas de programação, pensamento, arte, cultura, ciência e política.

 

São cerca de 70 acções divididas entre espectáculos, conferências, intervenções artísticas e animação no espaço público, sendo a maior parte de acesso livre, vinca a organização. O circuito, que tem como o epicentro o Corpus Christi, faz-se entre o largo Miguel Bombarda e o da Batalha de Aljubarrota, percorrendo ruas centenárias como a Sete Passadas, Direita ou Sampaio Bruno, somando-se locais como o Armazém 22 ou o espaço Zé da Micha.

 

Num programa de quatro dias, destacam-se na área da música nomes como Omar Souleyman, Sensible Soccers, Bitori, Mbye Ebrima Quarteto, Octa Push, Ginger and The Ghost, Luca Argel, Nadine Khouri e Bonga. Já o "pensar" contará, entre outros, com o cambojano Leng Ouch, vencedor do Goldman Prize 2016, considerados os prémios "Nobel" do ambiente, e o britânico Geoffrey Lan, apontado como o mais consagrado jornalista em assuntos ambientais. A organização estima que estejam presentes artistas e pensadores de países como Angola, Nova Zelândia, Brasil, Síria, Austrália, Islândia, Gâmbia, entre mais de 20 nacionalidades dos cinco continentes.

 

O objectivo é debater e abordar o tema das alterações climáticas e do desenvolvimento sustentável, sendo que dados divulgados pela organização, que citam a Agência Europeia do Ambiente, referem que o sul da Europa vai ser uma das regiões mais atingidas pelas mudanças do clima. Já a norte-americana NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica), também citada, considera "plausível" um aumento do nível das águas de dois a três metros até 2100.

 

Na apresentação do evento, o presidente da câmara de Vila Nova de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, também somou como objectivo do evento "a criação de públicos, sem descurar o envolvimento da comunidade local. "Queremos uma simbiose o mais perfeita possível entre o turismo e o contexto local", disse o autarca que também revelou a vontade de tornar este fórum internacional "regular", reavivando a "função cosmopolita" do centro histórico de Gaia, distrito do Porto.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que