Dança

Aveirenses chamados a participar numa coreografia inédita

Proposta partiu de uma academia de dança da cidade e passa por encher as escadarias da Fonte Nova com cerca de 500 “bailarinos” amadores e de todas as idades

Texto de Maria José Santana • 20/01/2017 - 11:15

Distribuir

Imprimir

//

A A

O desafio é lançado a todos, mesmo aos verdadeiros “pés de chumbo”, e promete proporcionar uma manhã de domingo bem diferente a centenas de aveirenses. A proposta passa por encher as escadarias da zona da Fonte Nova – junto ao Centro de Congressos – e, ao longo dos seus degraus, colocar toda a gente a dançar. O motivo? Dar corpo a uma coreografia que irá ser filmada, com vista a integrar um vídeo que pretende retratar a “vivência cultural e artística na cidade de Aveiro”. O encontro está marcado para dia 22, a partir das 10h00.

 

“Os participantes apenas têm de aparecer, à hora marcada”, desafia André Marques, director da Dancenter, academia de dança promotora do evento. Sem necessidade de inscrição prévia, apenas é sugerido aos participantes que vistam “roupa casual”. Depois, tudo fluirá de forma natural. “Durante uma hora, iremos ensaiar a coreografia, com a certeza de que serão movimentos muito simples e intuitivos”, revela André Marques, ao mesmo tempo que nota que, por isso mesmo, este é um desafio “para pessoas de todas as idades e até mesmo para cidadãos com mobilidade reduzida”.

 

Terminado o ensaio, segue-se o derradeiro momento do encontro: “serão iniciadas as filmagens da coreografia”, gravando, assim, aquele que será o apontamento final de um vídeo que retrata vários momentos de dança em diferentes pontos da cidade da ria. “É um percurso feito por uma bailarina, que se cruza com outros dançarinos, em vários pontos de Aveiro, inclusive num barco moliceiro. E terminará em grande, com esta última cena que junta centenas de pessoas nas escadarias conhecidas por terem a inscrição I love Aveiro”, desvenda o director da Dancenter. “A nossa perspectiva é juntar 500 participantes. Sabemos que é um número arrojado mas temos vindo a fazer alguns contactos junto das escolas”, acrescenta.

 

O vídeo, que deverá ficar concluído em meados de Fevereiro, junta vários estilos de dança diferentes – desde ballet, dança contemporânea, passando pelo hip hop e pelas danças latinas – e tem um objectivo bem definido: “mostrar às pessoas que Aveiro não é só uma cidade de ovos-moles e moliceiros”. “Queremos passar a mensagem que a cultura está nas ruas e que a cidade está cada vez mais viva e fervilhante a nível cultural”, vinca ainda André Marques, em declarações ao PÚBLICO. Para já, o filme apenas tem garantida exibição nas redes sociais e no website da Dancenter.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que