A consciência do céu de Pessoa e dos indignu

autoria Daniel Mota

// data 03/04/2013 - 17:13

// 9103 leituras

Surgidos na cidade do galo, não aos milhões, mas em rico viveiro de inesgotáveis bandas de rock alternativo, os indignu são um quinteto que deixou a consciência mais política inicial para afirmar um pós-rock essencialmente instrumental, mas com ocasionais textos poéticos lidos no decorrer da sua música, ora serena, ora de intensa carga sonora. O terceiro álbum, “Odyssea”, a lançar no final deste mês, está conceptualmente dividido em cinco capítulos (mais prólogo e epílogo). O primeiro, “Onde As Nuvens Se Cruzam”, uma peça musical de 7 minutos com um excerto de Fernando Pessoa, tem já um videoclipe realizado por Daniel Mota. Uma ficção comovente sobre a aprendizagem da aceitação da ausência, na qual se ouve o verso “Hoje temos a consciência do céu”.

Eu acho que