Paraguaii fica para lá dos sonhos esquisitos

Paraguaii fica para os lados da cidade berço. Sim, foi lá que nasceu uma banda que adora “is” a mais. Ou não, afinal são mais “ás” que “is”. E logo três – também o número de tipos que desde 2015 fazem do rock alternativo uma música ora luminosa, ora onírica, ora empolgada. Mas também pintalgada de eletrónica exuberante. Às vezes até esquisita. Por isso, do segundo álbum lançado em abril deste ano, surge esta semana na plataforma dos videoclipes nacionais este Ancient Gurl assinado por Pedro Bastos, do Bando À Parte do cinema português. Paradoxalmente, o género audiovisual videoclipe vive hoje na Internet e com isso necessita mais das significações cinematográficas do que das velhas ilustrações videográficas. Ora, sendo este assim tão meramente ilustrativo pode-se entender sabendo que o autor é artista plástico, e terá visto muita vídeo-arte. Mas se já assinou curtas e já escreveu soberbos diálogos para filmes portugueses, só esperamos que meta cinema do puro nos próximos videoclipes, perdão, nos próximos sonhos esquisitos desta banda.

 

Texto escrito segundo o novo Acordo Ortográfico, a pedido do autor.

Eu acho que