Festival

Está aí o Mucho Flow, um festival que antecipa o futuro da música

Quinta edição do festival arranca no próximo sábado. Mantém-se a aposta em nomes que "irão dar o salto nos próximos tempos" — Sega Bodega, Dedekind Cut e Nadia Tehran poderão ser alguns deles

Texto de Lusa • 03/10/2017 - 14:43

Distribuir

Imprimir

//

A A

A quinta edição do festival Mucho Flow, a decorrer em Guimarães, arranca no próximo sábado com 14 espectáculos, incluindo as estreias nacionais de Sega Bodega, Dedekind Cut e Nadia Tehran.

 

Em declarações à agência Lusa, o programador do festival, Bruno Abreu, explicou que este "foi pensado como um todo" e "de certa forma não é um festival que se apoia em grandes nomes, em grandes confirmações, mas que procura mais a descoberta, e aposta em nomes" que, como acredita, "irão dar o salto nos próximos tempos — e isso tem-se confirmado".

 

Bruno Abreu destacou ainda a estreia de Horse Lords, o colectivo de Baltimore que tem vindo a alimentar um complexo romance entre o rock, o jazz e o minimalismo clássico, assim como a presença em força de bandas portuguesas. "Temos um grande contingente de bandas portuguesas, bandas em quem acreditamos bastante, os 800 Gondomar, que têm novo álbum a sair e a apresentação também em disco de Chinaskee & Os Camponeses, editado pela Revolve — o disco foi lançado na sexta passada". O festival "foi pensado como um todo, como um crescendo, e esperamos que seja uma bela festa", vincou.

 

O evento vimaranense, que nesta quinta edição regressa ao Centro para os Assuntos da Arte e Arquitetura (CAAA), conta ainda, na programação, com God Colony + Flohio, Scúru Fitchádu, Filipe Sambado, El Señor, Veer, Dada Garbeck e Mlynarczyk e Dj Lynce. Este ano o festival tem mais um palco exterior e de acesso gratuito, o Musa, integrado no Guimarães noc noc, que decorre sábado e domingo, disponibilizando três concertos grátis durante a tarde.

 

"A partir das 18h, o festival passa para dentro do CAAA, onde temos dois palcos, e onde a música vai saltando de palco para palco", disse. O programador disse ainda que a edição anterior "correu muito bem" e, por isso, a organização espera "o melhor: ter casa cheia e um evento à semelhança do ano passado". Os bilhetes da edição deste ano encontram-se à venda, apenas via online.

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que