Orienta-te Redes Sociais

“Emergir” é Viseu em formato fotografia-poesia

autoria Luís Belo

// data 08/01/2013 - 11:23

// 16737 leituras

São as tradições e os rituais, são os habitantes e a ausência deles, é a solidão e a riqueza das paisagens. Viseu em fotografias analógicas é isto: um forno comunitário, brinquedos de madeira, a emigração colada às gentes e às casas, esperançadas de um regresso. A editora Medíocre acabou de publicar “Emergir”, um livro de Luís Belo que retrata Viseu em 2012. "Ao longo de um ano fiz do filme de 35mm objecto rotineiro, omnipresente. Fi-lo para que se tornasse parte da minha rotina e do meu universo, mesmo que esse universo fosse pequeno. Ao fim de um ano e centenas de fotografias depois, esta publicação aparece como um desabrochar de imagens que surge da rotina vivida através da minha cidade. Por isso o título: 'Emergir'", explica no site da editora o autor. A primeira edição, de apenas 50 exemplares, vai estar em Bristol, Inglaterra, no dia 23 de Janeiro, numa mostra de obras fotográficas de artistas de todo o mundo, promovida por One Giant Arm e The Photocopy Club.

Eu acho que