Exposição

Ilustração portuguesa (vezes quatro) na feira do livro de Bolonha

Mariana Rio, Filipe Abranches, Madalena Matoso e Yara Kono foram os ilustradores portugueses seleccionados para a edição deste ano da Feira do Livro Infanto-Juvenil de Bolonha, que decorre em Março

Texto de P3/Lusa • 16/01/2018 - 14:44

Distribuir

Imprimir

//

A A

Os ilustradores Mariana Rio, Filipe Abranches, Madalena Matoso e Yara Kono foram seleccionados para a exposição de ilustração da Feira do Livro Infanto-Juvenil de Bolonha, marcada para Março, em Itália. A feira decorrerá de 26 a 29 de Março e, da programação, faz parte uma exposição internacional dedicada à ilustração para a infância e juventude, com cerca de 80 ilustradores de todo o mundo.

 

Entre os quatro portugueses seleccionados, dois estreiam-se no evento: Filipe Abranches e Madalena Matoso. À Lusa, Filipe, que tem trabalho sobretudo em banda desenhada e cinema de animação, explicou que foram seleccionadas três ilustrações que fez para a biografia Alexandre Serpa Pinto, o sonhador da África perdida, de Luís Almeida Martins, numa edição conjunta da Pato Lógico com a Imprensa Nacional Casa da Moeda. Madalena Matoso tem tido presença regular na Feira do Livro Infanto-Juvenil de Bolonha, mas este ano é uma estreia na exposição, onde terá colagens do livro Não é nada difícil - o livro dos labirintos (Planeta Tangerina), como contou à agência Lusa.

 

Yara Kono, que esteve na exposição de 2017 com o livro Batata chaca-chaca, volta a ser seleccionada este ano com as ilustrações para Cem sementes que voaram, escrito por Isabel Minhós Martins, editado pela Planeta Tangerina. Também pela segunda vez na exposição em Bolonha estará a ilustradora Mariana Rio. À agência Lusa contou que foi seleccionada pelas ilustrações de uma nova edição, ainda não editada, do romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, do autor brasileiro Machado de Assis, pela editora espanhola Sexto Piso.

 

As obras seleccionadas para a exposição serão reunidas num anuário, a editar em italiano, inglês e japonês, com distribuição em várias livrarias especializadas em todo o mundo. Depois de Bolonha, a exposição seguirá viagem para vários países, nomeadamente Japão, China, Estados Unidos, Tailândia e Dinamarca. Os ilustradores com menos de 35 anos são ainda candidatos a um prémio, criado em parceria com a SM Fundación Internacional, no valor de 12 mil euros e que inclui a edição de um livro. Em 2014, o prémio foi atribuído a Catarina Sobral. Considerada uma das mais importantes na área do mercado e negócio editorial dedicado à literatura e ilustração para a infância e juventude, a Feira do Livro de Bolinha cumprirá a 55.ª edição tendo a China como país convidado. 

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que