Philip “arquiva” o metro de Nova Iorque há 38 anos

autoria Tiago Ramalho

// data 15/11/2017 - 16:53

// 1463 leituras

O metro de Nova Iorque tem 469 estações repletas de pormenores que Philip Ashfort Coppola está a arquivar com as próprias mãos. Os últimos 38 anos do norte-americano de Nova Jérsia têm sido passados a explorar o que se passa no espaço subterrâneo de Nova Iorque, desenhando as paragens por onde passam milhares de pessoas todos os dias. Philip quis “criar um registo da aparência das estações de metro" da cidade e a recolha feita já levou à publicação de dois volumes das suas ilustrações. A história desta aventura nasce das histórias contadas pelo pai acerca da cidade subterrânea, marcada pelos edifícios antigos que o metro ainda descobre, e já levou à realização de um documentário sobre Philip. Entre as imagens e os episódios que contava, surgiu a ideia de ilustrar os mosaicos e os ornamentos que decoram as estações. Hoje, 38 anos depois, as previsões de Philip apontam para que o arquivo esteja concluído em 2040. 

Eu acho que