Gabriel Jimenez/Unsplash

Crónica

A Síntese (im)Perfeita: um livro de auto-desajuda

"Parimos os sonhos e eles fazem por nos escapar. Se assim não fosse os sonhos não seriam de encantar, mas a própria realidade com falta de sonhar o Sonho que o real tem na insónia quando sonha o sonho de enganar."

Texto de Luís Coelho • 06/06/2017 - 10:45

Luís Coelho é fisioterapeuta e escritor

Distribuir

Imprimir

//

A A

O aspecto é o de um livro de "ajuda espiritual", mais um aliás, e, no entanto, o caminho deste livro ("A Síntese (im)Perfeita: Sobre o tempo, a culpa e o Nada", Edições Mahatma, como dos outros que já dei à estampa, é de contracorrente. A dualidade está lá, a matéria e o espírito, e a proposta é precisamente: a psicanalização do "espiritual" e a "espiritualização" do material. O objecto é o de sempre: o "uno". O conteúdo, fragmentos de pensamento, ensaio, crónica (com a grande maioria a já ter sido publicada no P3, a quem agradeço por colaborar), poesia, aforismos, estes os mais amados. Deixo, aqui, um cheirinho, porque o conteúdo é para ser partilhado e não vendido...

 

* "A vaidade é um pudor em morrer."

* "Quanto mais liberdade exigimos menos livres somos para exigir."

* "Tentamos sempre surpreender o outro e, sempre que o fazemos, chamamos a morte a surpreender-nos também."

* "Se te desculpares em exagero, voltarás a pedir desculpa."

* "Vivemos de nos magoar incessantemente, e magoamos mais quem não se importa de ser magoado."

* "Quem não tem inveja é sempre objecto de inveja."

* "É comum que quem mata por matar tenha já morrido sem amar."

* "Tropecei em minha veste. Despiu-se-me a nudez."

* "Espreitando pelo buraco (negro) da fechadura do Absoluto, acabo espreitado, tornado chave."

* "Só se encontram as respostas quando se suprimem as perguntas."

* "Até que o Ideal se realize, será paliativo."

* "Era rosa o que pariste, pegando-lhe, soçobrou a pétala, e o espinho com que a desfigurarás em Sonho. E essa flor que te morde o seio reclama liberdade, recebe o leite, a mordaça da iniquidade."

* "A minha filosofia é não conseguir a gratidão perpétua."

* "Estou-te grato, futuro, por me teres dado a oportunidade de ser inoportuno com o destino, esquecendo o Sonho que fez minha oportunidade."

* "Quem protege quer ser preservado."

* "A Lei é certa, a moral um pressuposto."

*"O narcisismo é uma doença auto-imune."

* "Morrendo, há que calcinar as cinzas, não vá sobreviver a confiança."

* "Verás que ser livre é ter perdido toda a esperança."

* "Sossegarás a tua mente, meditando no que te aconchega. É a batota de quem se livra (de) se despir a veste."

* "Crescer é trairmo-nos."

* "Deus é o perfeito alienado; a partir dele só pode haver consciência (des)encaminhada."

* "Sofremos porque procuramos ter um deus. Para abdicar é necessário possuir um púlpito."

* "Trata o outro como um Deus e serás também um Deus, se acaso não tiver o outro criado um escravo (da consciência)."

* "Magoamos o outro na medida em que queremos que esse outro nos enlace. Somos tão mais vilões quanto mais desejamos ser perdoados."

* "Aprendi a confiar no que todos ignoram."

* "Vim a este mundo sem reservar lugar."

* "Querido Deus, bem sei que estás morto, mas vê se ressuscitas e nos escreves um livro de auto-ajuda, daqueles que dão para pintar, pois os que por aí andam são de desconfiar. Prometem felicidade, a malta anda para aí iluminada, no entanto, só vejo martelada e estupidez. Já agora, explica a esta turba que não poderá ser livre jamais, que façam algo de útil, como renunciar a pensar."

* "E a ilusão maior foi a de encontrar-te no meu tempo, onde já te fazias passar por mim."

* "Não temas, salvar-te-ei de sermos esquecidos. Basta que nunca nos deixemos notar. Não temas, salvar-te-ei de sermos reconhecidos. Basta que nunca deixemos de nos notar."

* "Não compliques a vida, dizem-me muitas vezes. Ai complico, complico, que a Vida nunca me facilitou a vida, e, portanto, não vou facilitar a dela tão-pouco."

* "Parimos os sonhos e eles fazem por nos escapar. Se assim não fosse os sonhos não seriam de encantar, mas a própria realidade com falta de sonhar o Sonho que o real tem na insónia quando sonha o sonho de enganar."

* "O Sentido da vida é não ter direcção assistida. As mudanças, essas, são automáticas."

* "O passado vem a correr atrás de nós para nos matar. E nós pedimos ao futuro a permissão para transmigrar."

* "Fugi de mim, fui atrás de quem me fugia, e quando me encontrei, fiquei feliz por ter perdido um outro fim, que era o de fugir de mim, assim, sem ver o fim."

* "Caí, e tu levantaste-me, para que pudesse cair em mim, caindo de mim novamente."

* "Bate à porta levemente, abrir-ta-ão e deixarás de aprender. Para isso terás que surpreender a própria leveza."

* "Surpreende-me. Diz-me como prender a liberdade."

* "A verdade é uma concussão que se repercute em discussão. Discutir é lesionar na percussão da mentira."

* ""Com que voz chorarei meu triste fado?" Com a Voz da fada que enfada o destino malfadado da sorte conhecida. Oh, que enfadamento cumprir o alegre fado em expectação afortunada."

* "A minha sanidade mental depende de acreditar que muito do que vejo é pura alucinação."

* "Quando a Terra abrir insolvência será Céu."

* "A Originalidade é o "mesmo de sempre" possuindo o génio da vergonha."

* "Meu pensamento está doente de assepsia."

* "Quando era pequeno queria ser um feiticeiro. Agora quero ser um feitiço."

* "Foi para um retiro a ver se se encontrava por lá. Voltou e viu-se à esquina."

* "Tirei a "selfie" perfeita. A minha Alma segurava a máquina."

* "Sou um descrente não praticante."

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que