Orienta-te Redes Sociais

Maria de Medeiros é a médica ucraniana Maria Foto DR

Video

"Há um sistema estúpido”, diz o realizador Sérgio Tréfaut

Fotografo/agencia

Cinema

Sérgio Tréfaut em viagem pelos aeroportos portugueses

“Viagem a Portugal”, exibido no IndieLisboa, conta com a interpretação de Maria de Medeiros. À chegada aos aeroportos nacionais, “não há bons e maus”, mas “há um sistema estúpido”, acredita o realizador Sérgio Tréfaut.

Texto de Lusa • 11/05/2011 - 18:16

Distribuir

Imprimir

//

A A

À chegada aos aeroportos nacionais, “não há bons e maus”, mas “há um sistema estúpido”, acredita o realizador Sérgio Tréfaut. “Viagem a Portugal”, exibido no festival IndieLisboa, é um filme assumidamente comprometido.

 

Para o filme “Lisboetas”, Sérgio Tréfaut teve aulas de russo para poder comunicar com a comunidade ucraniana em Lisboa e quando a professora, ucraniana, lhe contou a sua recepção no aeroporto de Faro, onde aterrou para vir encontrar-se com o marido zairense, ficou “impressionado com uma história absurda”.

 

Há, portanto, muito de real em “Viagem a Portugal”. A médica ucraniana Maria (interpretada por Maria de Medeiros) vem passar o ano com o marido (senegalês no filme, interpretado por Makena Diop), a trabalhar nas obras da Expo’98.

 

É interrogada por uma inspectora já vestida para passar o ano (interpretada por Isabel Ruth), que lhe barra a entrada. Dorme na cela do aeroporto, de onde ouve o fogo de artifício em toda a cidade. Saturada, acata comprar bilhete de volta para a Ucrânia. Voltará por terra, mais tarde.

 

A história passa-se em 1998, ano “emblemático” de um Portugal que “era o país do futuro”. Para atestar que nada havia de El Dorado em Portugal, o realizador recorda, em conversa com a Lusa, a diminuição de imigrantes oriundos de Leste e critica a “má administração do Estado de um capital humano tão rico”.

 

Lê o artigo completo no PÚBLICO

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt
Videoclipe.pt

Audio

Laura quer que as pessoas entrem no atelier dos artistas "com um clique"

Redes sociais

Mário Tarouca

Sem Facebook, sem Instagram, sem Linkedin. “Adiós! See yaaa! Adeus!”: Mário Tarouca despediu-se dos “amigos” das redes sociais para viver um mês sem a pressão...

Mariana ajuda-te a organizar a casa...

The White Room // Mariana Vidal deixou a indústria da moda para se tornar organizadora de espaços...