Afinal, o actor da máscara verde precisava de cor

autoria P3

// data 11/08/2017 - 13:19

// 6452 leituras

Tudo começou depois de um coração partido. Quando começou a pintar, ha seis anos, Jim Carrey ficou tão obcecado que tropeçava nos quadros espalhados por toda a casa. Talvez o mais próximo que já esteve do seu personagem em Eternal Sunshine of The Spotless Mind, Jim Carrey decidiu começar a pintar. Gostava da independência e da liberdade do pincel. Desapareceu do grande ecrã para pintar — ou pinta porque desapareceu do grande ecrã, quiçá — e durante os seis minutos do vídeo I Needed Color, realizado e produzido por David Bushell, tira todas as máscaras e mostra o seu lado mais vulnerável. Já em 2011 o actor o tinha feito, com uma exposição de pintura em Palm Springs chamada Jim Carrey: Nothing to See Here. Que, seguindo o tema, pouca gente viu. Mas o novo documentário já foi visto por quase dois milhões e meio de pessoas no Vimeo, desde que foi lançado há três semanas e se tornou “Staff Pick” na plataforma. Afinal, os quadros até são bastante bons.

Eu acho que