Orienta-te Redes Sociais

Tito Mouraz e o intimidador silêncio da paisagem

autoria Tito Mouraz

// data 27/03/2013 - 17:20

// 20223 leituras

Durante cerca de três anos, Tito Mouraz dedicou-se a fotografar a "paisagem transformada" de Portugal. A série "Open Space Office" confronta-nos assim com diálogos entre a natureza e a acção humana, entre "a harmonia do recorte texturizado e o que nele cresce", entre o que a "envolve e transforma". "As imagens não mostram mais do que uma realidade transitiva, numa paisagem natural paulatinamente em transmutação", escreve o fotógrafo, nascido em 1977, que acualmente integra a colecção BES Art e é representado pelo Módulo - Centro Difusor de Arte. "São espaços imponentes, únicos, de inegável impacto visual que conferem às imagens um grande conteúdo formal e plástico." A partir destes aspectos, Tito Mouraz tentou mostrar visualmente "o que de melhor esta intervenção poderia oferecer ao olhar", rasgando a gutural mudez da terra, da pedra, da rocha. "Considero difícil transpor para a película a experiência pessoal de tudo o que se sente e de tudo o que se observa nestes locais rasgados e imensos, onde o silêncio é sentido de uma forma 'anormal' e intimidatória", revela. Aqui ficam algumas "parcelas de horizonte escondido".

Eu acho que