Orienta-te Redes Sociais

40 artistas > 40 locais

Horácio Frutuoso > Taberna do Bonjardim

Bruno Roda > Plano B

Rosa Feijão > Araújo e Sobrinho

Mr. Phomer > Taken

Coão Jarlos > Monster's Family

Lord Mantraste > Piquenique

Anoik > Restaurante Pimenta e Rosa

Nélson Xizemen > Café Tarantino

Júlio Dolbeth > Mercado do Bolhão

Pedro Sequeira > Bufete Fase

Anita Morais > Lab Sixtyone

Edgar Sprecher > Embaixada Lomográfica/Louie Louie

Carolinda > Candelabro

Esgar Acelerado > Galeria Dama Aflita

Laro Lagosta > Armazém do Chá

Heymikel > Lusitano

Maniaks > Espaço Bidonville

Vespa > Passos Manuel

Rui Sousa > Pensão Favorita

±MAISMENOS± > Gare/Traçadinho

Mesk > Era Uma Vez Em Paris

Ricardo Machado > Casa Almada

DUB > Artes em Partes

Ayse Designz > Patuá

Ann Vieira (What the Owl) > Museu do Carro Eléctrico

Binau > Traça

Dora Martins > Tea Point

Margarida Lemos > Mercearia das Flores

Lara Mendes > A Vindimeira

Daniela Alves > Centro Português de Fotografia

Joel Torres > Café Piolho

André Beato > INKY

DRCebolla > Casa de Ló

FAEL > ESAD

Exposição

“Circus” português concentra artistas em ascensão no Porto

“Circus” é um projecto criado por dois estudantes para promover o talento de vários artistas portugueses. A nova exposição concentra 40 artistas em 40 locais icónicos do Porto

Texto de Inês Almeida • 04/12/2012 - 15:46

Distribuir

Imprimir

//

A A

As placas de madeira com a palavra “Circus” já estão espalhadas pelo centro do Porto. Apontam para várias direcções — e todas no sentido do projecto e da nova exposição “Unleash The Hero Within”.

 

Ana Muska, licenciada em Design de Comunicação, e André Carvalho, estudante de Marketing, são os responsáveis pela fundação deste projecto, que, apesar de ter surgido em contexto académico, merecia ter continuidade. “Achamos necessária a existência de uma plataforma que agisse de forma directa na divulgação da cultura e de artistas portugueses”, explica Ana.

 

“Circus” foi o nome escolhido devido às muitas semelhanças entre um circo e o projecto, na medida em que também aqui se recrutam artistas de variadas áreas, desde a fotografia, a ilustração, o design, a arte urbana, a música, o vídeo e a performance.

 

A mais recente exposição, “Unleash The Hero Within”, engloba a temática dos heróis e “Os Lusíadas”, de Luís de Camões. No dia 24 de Novembro foram lançados 40 artistas em 40 locais simbólicos do Porto. A cada artista foi atribuída uma estrofe da obra que, por sua vez, é interpretada de acordo com o estilo do artista.

 

Porquê “Os Lusíadas”? “Precisávamos de um tema que servisse de elo de ligação e, como tal, decidimos adoptar 'Os Lusíadas' de Camões. Agora, tal como então, é necessário louvar e enaltecer o esforço e dedicação. E que melhor exemplo para isso que 'Os Lusíadas'? Daí pedirmos a 40 artistas nacionais para interpretarem cada um uma estrofe da obra numa folha de papel 'kraft' de 50x70cm”, esclareceu a designer.

 

No dia 21 de Dezembro, a “Unleash The Hero Within” vai fixar-se no Plano B, com mais sete artistas, até 18 de Janeiro. Nesse mesmo dia e local, realizar-se-á uma festa com performances musicais de TMSQ, Granada, Min e Monsta b2b Nitronious.

 

Além desta nova exposição, o “Circus” teve dois eventos anteriores. O primeiro – “Unleash The Animal Within” - ocorreu no Maus Hábitos, no dia 1 de Junho, com doze ilustradores, quatro artistas urbanos e uma festa com música, projecção de vídeo e performances.

 

O segundo evento – "Circus Posca Nights" – foi no Plano B. Nos dia 3 e 4 de Agosto, as pessoas entravam e podiam desenhar livremente em toda a área do bar, em papel "kraft", que representa a imagem de marca do projecto.

 

A promoção da arte portuguesa em várias áreas é um objectivo a atingir neste projecto. Pretendem também “fomentar a interactividade entre artistas” e mostrar que “apesar da crise económica não estamos a passar por uma crise cultural, muito pelo contrário”.

 

Ana e André desejam continuar a desenvolver o projecto e a encontrar novos artistas para divulgar a arte portuguesa. “Achamos que, apesar de jovens e com pouca experiência, estamos a contribuir de forma positiva para o enriquecimento cultural da cidade, e, enquanto sentirmos isto, iremos continuar” afirma Ana.

Eu acho que

Pub

Videoclipe.pt

Audio

Laura quer que as pessoas entrem no atelier dos artistas "com um clique"

Fotografia

Pensar no Dubai é, muitas vezes, sinónimo de imagens com ostentosos edifícios e arranha-céus à cabeça. Mas o fotógrafo polaco Irenaeus Herok mostra outro lado...

Irene, a miúda do cartaz feminista...

Perfil // É espanhola, mas foi tema de destaque em Portugal quando saiu à rua no 1.º de...