Exposição

Agora, MAISMENOS grita: “¡Por México!”

Miguel Januário inaugura esta sexta-feira a sua primeira exposição a solo no México. "¡Por México!" fica patente até 23 de Junho, após um mês em residência artística

Texto de P3/Lusa • 11/05/2018 - 12:36

Distribuir

Imprimir

//

A A

O artista português Miguel Januário, responsável pelo projecto ±MAISMENOS± inaugura esta sexta-feira, 11 de Maio, a sua primeira exposição a solo no México, na Cidade do México, onde passou um mês em residência artística a convite da galeria Celaya Brothers.

 

Miguel Januário está no México há cerca de um mês, onde também fez uma série de intervenções no espaço público, entre as quais uma marcha pré-eleitoral, no dia 21 de Abril, aproveitando o período de pré-campanha eleitoral que o país vive. Através do ±MAISMENOS±, iniciado num contexto de investigação académica, Miguel Januário mostra a sua faceta mais interventiva, reflectindo sobre o modelo de organização política, social e económica que gere a vida nas sociedades actuais.

 

Na exposição, como explicou à Lusa em Abril antes de partir para o México, haverá "três espaços diferentes, que produzem três linguagens diferentes, mas que acabam por estar interligados entre si". "Um dos espaços é mais dedicado à questão política, das eleições, e terá relação com o que será feito na rua", disse. "Há outra parte da exposição que está ligada de alguma forma à campanha, que tem que ver com dinheiro, gastos relacionados com as eleições. E uma terceira parte mais de mensagem, com a criação de bandeiras e de vídeos, que também se relaciona com as outras duas partes", descreveu.

 

A exposição ¡Por México! fica patente até 23 de Junho. As eleições gerais no México, nas quais cerca de 88 milhões de mexicanos estão convocados para renovar mais de 3.400 cargos públicos, entre os quais o de presidente, estão marcadas para 1 de Julho. Miguel Januário levou de Portugal algumas peças, que "estava a produzir há algum tempo", mas também produziu várias peças no México, "até por facilidade de transporte, logística". Por ter um trabalho "muito etnográfico e muito de proximidade dos locais, das comunidades, acaba por ser necessária essa vivência para poder produzir para a exposição".

 

A residência artística no México pode ser acompanhada na rede social Instagram. No Verão, Miguel Januário vai levar o projecto ±MAISMENOS± ao festival Roskilde, na Dinamarca.O projecto ±maismenos± foi incluído no programa de artes e debate do festival de música dinamarquês, que se realiza anualmente desde 1971. "O tema são as desigualdades económicas e por isso fui convidado para intervir na fachada de um dos hangares do recinto", contou o artista em declarações à Lusa. Além da intervenção, adiantou, será responsável por uma oficina, aberta ao público, e irá fazer uma palestra sobre o seu trabalho. Nas talks, "entre outras pessoas, estará a [activista e candidata ao Senado dos Estados Unidos] Chelsea Manning".

Voltar ao topo

|

Corrige
Eu acho que