Parece que falámos com um fantasma

autoria P3

// data 23/11/2017 - 11:58

// 3313 leituras

Numa sexta-feira à noite chegou ao Instagram do P3 uma mensagem: “Sou um espírito negro rebelde. Tenho um coração maléfico e sou catastroficamente fotogénico”, apresentava-se quem a enviou. Começava por exigir toda a nossa atenção — e a dos nossos leitores. Claro que ignorámos. À primeira. Isto porque o Mr. Black Boo é realmente um fantasma fotogénico. Aparece de lençol preto entre o manto branco de neve, escondido em parques de estacionamento e edifícios abandonados, ou bem à luz do dia em montanhas e lagos. E só por isso entrámos no jogo. Enviámos uma mensagem de volta, a pedir mais informações. Já devíamos saber, mas quando chegaram as respostas, em código, quase nenhuma respondia às nossas perguntas. Começámos por tentar perceber se o fotógrafo por detrás da conta que é seguida por mais de 15 mil utilizadores é o mesmo que gere a de Mr. Boo, um fantasma quase igual, mas de lençol branco, que conta com mais de 104 mil seguidores. “Porque é que estão interessados em escravos se estão a falar com o próprio mestre?”, respondem-nos. Com poucas esperanças, insistimos. “Línguas eslávicas e latitude a norte, ajuda?” Tentámos, só mais uma vez, saber o que está por baixo do lençol. “O mesmo vazio que no coração de um morto”. Desistimos.

Eu acho que