A “maior arca fotográfica do mundo” quer salvar animais

autoria Ana Maria Henriques

// data 16/10/2017 - 09:58

// 7450 leituras

É “a maior arca fotográfica do mundo” e chega pela primeira vez à Europa, mais concretamente ao Porto, para uma exposição única. O projecto internacional Photo Ark, da autoria de Joel Sartore, reúne milhares de fotografias de espécies animais em perigo de extinção. O fotógrafo norte-americano, colaborador regular da National Geographic, iniciou em 2006 um projecto ambicioso: retratar todas as espécies em cativeiro do mundo, para “inspirar as pessoas e ajudar a proteger estes animais”. Nos últimos onze anos, Sartore documentou 7000 espécies. Segundo o próprio, estima-se que existam entre 12.000 e 13.000 espécies de animais em cativeiro. Aves, peixes, mamíferos, répteis, anfíbios e invertebrados: cabem todos na Photo Ark. O projecto, define o fotógrafo, em entrevista ao P3, “dá aos animais a oportunidade de serem vistos e ter as suas histórias contadas enquanto ainda há tempo para os salvar”. A exposição, com cerca de 40 fotografias, ocupa a Galeria da Biodiversidade — Centro Ciência Viva do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto. Para ver a partir desta quarta-feira, 18 de Outubro, e até 29 de Abril de 2018. Lê a entrevista completa aqui

Eu acho que