O museu da cor que nasceu para o Instagram

autoria P3

// data 03/10/2017 - 14:41

// 6405 leituras

A #colorfactory poderia ser a casa de sonho de todos os instagrammers — pelo menos durante a hora que dura a visita. A experiência pop-up interactiva está em exibição até Novembro em São Francisco, nos Estados Unidos, mas os bilhetes (que custavam 35 dólares) já estão esgotados. A ideia saiu da mesma cabeça que, em 2012, criou o Oh Happy Day, um site cheio de cor que nasceu com uma missão: pôr a “arte” em “festas” (soa melhor em inglês). No Oh Happy Day encontras dicas de influenciadores, planos para organizar festas, projectos DIY acessíveis, inspiração para decorações de interiores e fotografia. Todas as coisas que aparecem no Pinterest, eles fazem. E, desde Agosto, com a Color Factory, também todas as coisas que aparecem no Instagram.

 

A experiência foi criada para parecer o cenário perfeito para um post com muitos gostos nas redes sociais, mas não deixa de ter salas que despertam os visitantes para a vida real. Como a da instalação de Tom Stayte, onde a cada 12 segundos é impresso um auto-retrato que alguém publicou no Instagram. As #selfies inundam o chão, ou seja, para entrares na sala —como para entrares no feed de Instagram —, tens de tropeçar em caras de estranhos. Se estiveres farto de debater a influência das redes socias, podes refugiar-te na sala dos confettis a gravar um insta story até seres enterrado por um monte de papéis coloridos. Caso não queiras esperar tanto tempo, mergulha e esconde-te na piscina gigante de bolas amarelas. Quando quiseres ser encontrado, é só publicar uma fotografia com a #yellowroom

Eu acho que