O sentimento de tocar (e ser tocado)

autoria P3

// data 11/09/2017 - 15:31

// 6247 leituras

Se-Eun Yang, o nome verdadeiro por detrás do pseudónimo Zipcy, está numa missão para descobrir e ilustrar o “sentimento do toque” entre casais. Na série Touch, a artista sul-coreana, de 29 anos, desenha momentos íntimos do seu dia-a-dia, centrados no toque, nos olhos e no tom da pele e mostra-nos em tons pastel, lápis e aguarelas a sensualidade no contacto entre um casal jovem. A personagem masculina é baseada no “corpo”, “corte de cabelo” e “aura geral” do marido, diz a artista em entrevista ao Huffington Post. Yang inspira-se nas imagens que ficam gravadas na sua memória, excepto quando não se consegue lembrar do que sentiu, ou de como foi tocada. Aí, pede “ao marido para reencenar o momento”, confessa. Talvez por isso é que a série se assemelha a um diário ilustrado da história de amor dos dois — e de tantos outros. 

Eu acho que