A vida sob a perspectiva "mágica e única" de uma criança com autismo

autoria P3

// data 14/05/2017 - 16:46

// 6428 leituras

Eian é uma criança de dez anos e tem uma perspectiva do mundo "mágica e única", descreveu a mãe ao Huffington Post. O filho mais velho da fotógrafa Kate Miller-Wilson tem aquilo que é denominado de "autismo altamente funcional" e as suas fotografias retratam a experiência de "amar alguém com autismo". A norte-americana, residente no estado do Minnesota, considera este conjunto de fotografias um escape criativo e emocional do seu quotidiano na companhia de Eian. "Quando nos focalizamos apenas nos desafios desta condição, não conseguimos ver a beleza; por outro lado, quando nos centramos apenas nas dádivas, deixamos de conseguir compreender os progressos e conquistas feitas por indivíduos com autismo, pelos seus pais e cuidadores", explicou. O seu trabalho fotográfico é de natureza emocional, "pretende estabelecer uma relação com o espectador e oferecer um vislumbre sobre todas matizes que compõem o quotidiano de alguém no espectro [autista]". Miller-Wilson sente dificuldade em estabelecer contacto visual com o filho enquanto o fotografa. Para ultrapassar o problema, a fotógrafa cria barreiras visuais entre os dois: vidro, gelo, são alguns exemplos. "Existe um ditado dentro da comunidade autista: 'se conheceste uma pessoa com autismo, conheceste apenas uma pessoa com autismo'." Ser pai ou mãe de uma criança com autismo pode ser um verdadeiro desafio. "É normal estar preocupado, zangado ou frustrado ou desesperadamente cansado", comenta. "[Os pais] não têm de ser santos. Estes sentimentos tornam a experiência [de educar estas crianças] mais real e permitem-nos apreciar os momentos de felicidade que surgem." Eian gosta de números e sente-se feliz com a exposição que as fotografias da mãe têm obtido online. Kate, por sua vez, espera que no futuro estes retratos sejam por ele interpretados como cartas de amor.

Eu acho que