Um fio vermelho na Covilhã contra a discriminação

autoria P3

// data 09/05/2017 - 18:18

// 4180 leituras

Um fio vermelho — que é um fio condutor — percorre vários qulómetros. Red String "é o enredo de indivíduos que sofreram exclusão, humilhação, violência e mesmo morte devido à sua raça, religião ou cultura", explica Marian van der Zvaan, autora da instalação itinerante agora bem atada na Covilhã (entre a ponte pedonal da Ribeira da Carpinteira, da autoria do arquitecto Carrilho da Graça, e o edifício New Hand Lab) que visa "consciencializar o público sobre discriminação através da confrontação e do debate público". "O projecto cria uma plataforma onde experiências e pensamentos são reunidos através de entrevistas e declarações feitas por pessoas que são ou foram excluídas e discriminadas", pode ler-se no site da artista, que neste projecto conta com o apoio da Amnistia Internacional Portugal. Paralelamente, o espaço A Tentadora apresenta uma exposição que mostra o processo criativo da artista. Fotografias de João Pedro Silva.

Eu acho que