Um carro sujo? Não, uma tela em branco

autoria P3

// data 26/04/2017 - 12:00

// 6923 leituras

O verdadeiro artista consegue pintar, desenhar ou esculpir seja o que for em qualquer lugar. Criar é a palavra-chave. E o improviso parece algo inapto. O potencial artístico está em todo o lado. Vandalismo ou arte? Onde uma pessoa vê um carro coberto de pó, outra vê uma folha em branco, pronta a ser preenchida. Em Moscovo, são vários os desenhos que decoram carros empoeirados e que os tornam em autênticas obras de arte, graças ao ilustrador russo Nikita Golubev. O projecto, que ainda está a decorrer, chama-se “Dirty Art” e o seu autor, para além da street art também se dedica à arte digital. Esta obra distingue-se, no entanto, pela sua fragilidade e fugacidade. Um crocodilo, um tubarão, uma coruja, folhas caídas, flores ou até partes do corpo humano podem invadir as estradas russas. Mas o inesperado também figura, como se pode ver nas imagens. Carro sujo? Não, apenas uma tela em branco.

Eu acho que