Lisboa, eu moro em ti

autoria P3

// data 17/03/2017 - 16:13

// 5929 leituras

Lisboa. "Chamo-me Giulia Cavallo, sou natural de Itália, mas vivo em Lisboa desde 2007." Assim se apresentou ao P3 Giulia, artista que tem Lisboa na ponta da língua — e na ponta do lápis. Depois de uma passagem por Moçambique, onde viveu e trabalhou durante dois anos em duas ONG, apaixonou-se pela capital portuguesa. "Em 2013 doutorei-me em Antropologia pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa com uma tese sobre práticas terapêuticas de uma igreja local em Moçambique. Desde então continuei a concorrer a bolsas de investigação e de pós doutoramento, mas sem sucesso. Os cortes à investigação começaram a atingir-me pessoalmente", conta Giulia, que então desenvolveu uma prioridade: "Ficar em Lisboa". "A cidade tornou-se casa e uma referência emocional enorme para mim". Decidiu reinventar-se e deixar espaço a "algo que tinha ficado sempre de lado: a pintura e a ilustração". E com a musa Lisboa ali ao lado. "Eu moro em ti - Homenagem a Lisboa", a sua versão da cidade (em guache, tinta-da-china e lápis), está na Livraria Distopia, na Rua de São Bento 394, patente até 25 de Março.

Eu acho que