A street art do colectivo DTLS vai ao Becuh

autoria P3

// data 21/02/2017 - 12:32

// 2934 leituras

DTLS, DTLS, DTLS, DTLS... As quatro letras — abreviatura (we are details) repetem-se até à exaustão em túneis, viadutos, rails de autoestrada e outras estruturas rodoviárias. "Claro que não vamos pintar monumentos", diz ao P3 Deepho, um dos elementos do colectivo que entre os dias 24 e 26 de Fevereiro vai estar no Becuh, no Porto. O colectivo de street art existe há 15 anos, mas durante algum tempo esteve adormecido. Entretanto voltou. Fokus, Kayo, Pack e Deepho são os artistas que agora pintam as letras DTLS pelas ruas do Porto — mas já passaram outros membros pelo colectivo. Deepho falou ao P3 sobra a exposição. Não contou o que vão expor. Fica meio segredo. "Apesar de ser um espaço de exposição diferente, vamos transpor para o Becuh o que temos na rua." Sobre o que já fizeram, Deepho diz: "Não olhamos para o graffiti como vandalismo, mas pintamos aquilo em que acreditamos." Por isto, no Becuh vão abordar as políticas sobre graffiti e expor o conceito que o colectivo tem sobre esta arte. "Pintamos chapas de autoestrada porque entendemos que não faz diferença a ninguém, a utilidade continua a ser a mesma".

Eu acho que