O nomadismo minimalista de Sarah

autoria P3

// data 30/01/2017 - 18:44

// 3950 leituras

Sarah Ferreira vive entre duas grandes metrópoles, Lisboa e Paris, e esse facto influencia o modo como perceptiona e capta a realidade: "vê mais detalhes, mais cor, mais linhas e formas", pode ler-se em comunicado. A exposição é composta por três capítulos: "Sensualité", "Nomade" e pelo mural homónimo da exposição, "Ab Imo Pectore", de grandes dimensões (117 x 195 cm), criado com base no ordenamento cromático de centenas de fotografias. A série, "composta de fotografias minimalistas, na maioria a preto e branco", tem como objectivo "focalizar em momentos da vida, com simplicidade e nostalgia". "A junção de preto e branco, simboliza os pares tais como o dia e a noite, o ying e yang", pode ler-se na página de facebook do Centro de Exposições de Odivelas. A exposição da fotógrafa francesa estará patente a partir de 2 de Fevereiro.

Eu acho que